É verdade que seguro de carro cobra franquia 1 vez só?

É VERDADE QUE SEGURO COBRA SÓ UMA FRANQUIA NO ANOJá ouviu falar que se você precisar usar o seguro de automóvel duas vezes no ano, você paga uma franquia só? Saiba se é verdade ou mentira!

No dia a dia de atendimento a nossos clientes e respondendo às dúvidas dos visitantes aqui do blog nós percebemos que são muitos os boatos sobre como funciona o seguro de automóvel. Entre esses boatos está o de que a seguradora cobra franquia apenas uma vez no ano mesmo se o seguro for usado duas ou mais vezes ao longo da vigência. Neste post trataremos deste assunto, desmitificando esse boato de forma simples e rápida.

Antes de começar a leitura, recomendamos a leitura deste outro post: “O que é franquia no seguro de automóvel e quando não tenho que pagar?”

Escreva suas dúvidas nos comentários e compartilhe nosso blog com seus amigos! Aproveite e peça também uma cotação de seguro com a gente!

Cotação Seguro Carro - 2

“Seguro de carro cobra franquia só uma vez”
Isso é… boato!

Exemplo: “Você tem um sinistro, aciona o seguro para consertar seu carro e paga a franquia. Durante o ano, sofre um outro sinistro, aciona o seguro novamente e, desta vez, não tem que pagar a franquia, pois já pagou da primeira vez.”

Muita gente pensa que o seguro de automóvel funciona assim, mas isso é um boato. Abaixo vamos explicar certinho como realmente funciona.

Como funciona a cobrança de franquia no seguro?

Para cada sinistro de perda parcial é cobrada uma franquia pelo seguro. Isso vale inclusive para sinistros distintos que ocorrerem num mesmo dia ou até na mesma ocorrência. Vamos ver alguns exemplos para ficar mais claro:

  • Exemplo 1: Duas colisões no ano, em meses diferentes: Paga duas franquia

José está dirigindo quando bate o carro num terceiro. Ele aciona o seguro para consertar seu carro. Ele paga a franquia obrigatória e a seguradora paga a diferença acima dessa franquia.

Cinco meses depois, José bate o carro de novo. Para consertar o carro através do seguro, terá que pagar a franquia novamente, pois foram eventos distintos, inclusive ocorrendo em meses e situações totalmente diferentes.

O fato de ele ter pago a franquia no primeiro sinistro não o isenta de pagar a franquia no segundo sinistro, pois são eventos distintos.

  • Exemplo 2: Duas colisões no mesmo dia: Paga duas franquias

Maria está dirigindo e bate o carro na traseira de um terceiro. Desce para conversar com o terceiro, passar seus dados e etc. Tudo acertado, ela entra no carro para ir embora e dá ré para manobrar. Não vê um poste que está atrás e bate nele também.

A segunda colisão não tem qualquer relação com a primeira, sendo considerados eventos distintos. Por essa razão o seguro cobrará duas franquias: Uma franquia para o conserto da dianteira do carro de Maria, e outra franquia para o conserto da traseira.

O fato de as duas colisões terem ocorrido no mesmo dia (e praticamente na mesma hora) não isenta Maria do pagamento de duas franquias, pois se trataram de eventos distintos, não havendo relação de causalidade entre os mesmos.

  • Exemplo 3: Duas colisões num mesmo evento: Paga uma única franquia

Clóvis está dirigindo quando por acidente invade uma preferencial cortando a frente de outro carro. Os dois carros se chocam, amaçando a lateral do carro de Clóvis. Com a colisão, o carro de Clóvis é jogado contra um terceiro carro, danificando a dianteira de Clóvis.

Neste caso, a segunda colisão foi causada pela primeira colisão. Por conta disso, as duas colisões são consideradas parte de um único evento e Clóvis terá que pagar apenas uma única franquia para consertar tanto a lateral quanto a dianteira do seu carro.

Quando não é cobrada franquia no seguro de carro?

A franquia não é cobrada nos casos de perda total por colisão, de roubo/furto sem recuperação do veículo e incêndio.

Nessas situações, o segurado recebe indenização integral com base no percentual da Tabela FIPE contratado, e não tem nenhum custo adicional no seguro. O único ônus é a perda de uma classe de bônus na renovação, o que ocorre também nos casos de perda parcial com acionamento do seguro para consertar o carro.

Cotação Seguro Carro

Sobre Jessica

Formada em Ciências Econômicas (UNICAMP), com MBA Executivo em Trends Innovation (Inova Business School), atualmente faz extensão universitária em Direito e Economia (UNICAMP). É desenvolvedora da Muquirana Seguros Online, projeto inovador focado no atendimento humanizado por meio da internet. Atua como Gestora na DM4 Corretora de Seguros, associada do Grupo Exalt, maior grupo de corretores de Campinas e Região.
Adicionar aos favoritos o permalink.

28 Responses to É verdade que seguro de carro cobra franquia 1 vez só?

  1. Mauro diz:

    Fui sair com meu carro pensei que tinha emgatado a re e na verdade entrou no D pois meu carro é automático.
    Acelerei e bati a frente no muro,sai do carro apavorado esqueci de puxar freio de mão e o carro desceu e bateu no portão conclusão um ou dois sinistro.

    • Jessica diz:

      Mauro, bom dia!

      Recomendamos fazer a abertura do sinistro para checar como será feita a análise. Como opinião, entendemos tratam-se de dois sinistros, já que a primeira colisão foi independente da primeira.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/BuRt_wLuC_g

      Atenciosamente,

  2. Cristina diz:

    danifiquei a roda e parte da suspensão do veículo que conduzia ao passar sobre um paralelepípedo que encontrava-se no meio da via. Retirei o veiculo da rua e o depositei sobre a calça. Sai a pé em direção a residencia do proprietário, na distância aproximada de dois quilômetros para comunicar o fato. Uma hora depois retornamos ao local para aguardar o guincho. Foi constatado que outro veículo havia batido na traseira e evadido do local. Um ou dois sinistros?

    • Jessica diz:

      Cristina, bom dia!

      Entendemos que tratam-se de 2 sinistros, já que a colisão com o paralelepípedo ocorreu em um momento e a colisão do carro evadido num segundo momento.
      Seria considerado um único sinistro se a colisão com a pedra tivesse sido imediatamente seguida da colisão com o carro evadido.
      Recomendamos fazer a abertura do sinistro e aguardar análise da seguradora.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/BuRt_wLuC_g

      Atenciosamente,

  3. Juliana diz:

    Bati meu carro na traseira de outro que freou bruscamente, ele concorda com isso, acionei o meu seguro para consertar o carro dele, agora estamos tentando acionar o dele para arrumar o meu como terceiro, é possível ? Obrigada

    • Jessica diz:

      Juliana, boa tarde!

      Este procedimento não é possível, pois a cobertura de danos materiais a terceiros só pode ser acionada quando o motorista segurado considerá-se culpado e as circunstâncias do acidente assim evidenciam. Como o outro motorista foi vítima e não causador, a cobertura de terceiros dele não pode ser utilizada. O veículo do causador deve ser reparo por meio do seguro dele próprio, com o pagamento da franquia e a seguradora dele cobrindo a diferença acima da franquia.

      A omissão de informações do acidente e uso da cobertura de terceiros tendo ciência de que não foi culpado pode configurar fraude.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/BuRt_wLuC_g

      Atenciosamente,

Escreva sua dúvida! Pedimos apenas uma gentileza: procure ser breve, pois são muitas dúvidas todos os dias! :)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *