Perda total tem que pagar franquia no seguro de automóvel?

Saiba se é preciso pagar a franquia do seguro de automóvel nos casos de perda total do veículo.

Quando uma pessoa vê seu carro dar perda total e tem seguro de automóvel, uma das primeiras perguntas que vem a sua cabeça é “será que terei que pagar franquia?”. Neste artigo você descobre se em caso de perda total você tem que pagar ou não a franquia do seguro e garante seus direitos na hora em que mais precisa do atendimento seguro.

Leia também: “O que é e quando é considerado perda total no seguro de automóvel?”

Em caso de dúvidas, não deixe de escrever nos comentários. Ficaremos felizes em ajudá-lo!

Paga ou não paga franquia?

Em caso de perda total do veículo, o segurado não paga franquia.

A franquia é a participação obrigatória do cliente no seguro. Nos casos em que há o pagamento de franquia, o cliente paga a franquia contratada, e o seguro o restante. Apenas em algumas situações excepcionais, como perda total ou queda de raio, essa participação nos danos não é obrigatória.

Exemplo

Vejamos um exemplo para ajudar a ilustrar: Suponha que você contratou um seguro com franquia de R$ 1.500. Imagine (mas sem zica, hein muquirana!) que bateu seu veículo, que o conserto do carro ficou em R$6.000, mas não chegou a dar perda total. Nesse caso, como não houve perda total você pagará a franquia de R$1.500 e o seguro, a diferença de R$4.500.

Leia também: “3 vantagens pelas quais a franquia reduzida vale a pena”

Faça-já-cotação-do-seu-seguro-de-automóvel

Agora, suponha que tenha sim dado perda total com danos, por exemplo, de R$25.000. Nesse caso, como houve perda total, você não pagará a franquia de R$1.500, e receberá do seguro o valor integral do veículo que consta na tabela FIPE no mês do acidente.

Então, no caso de PT,
recebo valor integral do veículo sem pagar franquia?

Correto! Mas alguns detalhes são importantíssimos para evitar confusões:

  1. Nem sempre o que achamos ser “perda total”, é de fato perda total para o seguro: Para ser considerado perda total, é preciso que o conserto do veículo atinja 75% ou mais do valor do veículo. Às vezes, nos casos de carros de maior valor, o custo do conserto fica super alto, mas não atinge 75% do valor do automóvel. Nesses casos, mesmo o valor do conserto sendo alto, haverá pagamento de franquia, pois não chegou a dar perda total. Para saber mais sobre os critérios que configuram casos de perda total no seguro de automóvel, clique aqui.
  2. A indenização não será necessariamente o preço pago na compra do veículo: Se for considerado perda total, o cliente receberá indenização integral do veículo. Mas isso não quer dizer que receberá o valor que pagou no veículo quando o comprou, pois o seguro não paga o valor da nota fiscal. O seguro pagará o valor previsto na Tabela FIPE no mês em que a indenização foi liberada, o que significa que será diferente do valor da nota fiscal por conta de fatores como depreciação.

A Tabela FIPE é uma referência do preço de mercado dos veículos, que considera diversos fatores, como ano do veículo, modelo, entre outros. Para saber mais como funciona a Tabela FIPE na indenização do seguro, clique aqui.

Sempre procure seu corretor

Em caso de perda total do veículo, sempre procure seu corretor para ajudá-lo na intermediação com a seguradora. Esse é o papel do corretor: garantir seu direitos, com agilidade e eficiência principalmente nos momentos em que você preciso usar os serviços do seguro.

A Muquirana Seguros Online tem um setor especializado só para atendimentos desses casos de sinistro (perda total, colisão, acidentes com terceiros etc.), para garantir que você seja atendido o mais rápido possível e sem dores de cabeça. Se você tem interesse em conhecer nossos serviços, sem compromisso, clique abaixo ou contate-nos! Estamos sempre à sua disposição.

Faça já cotação do seu seguro de automóvel: clique abaixo ou nos contate!

fazer-pedido-de-cotação-de-seguro

atendimento@muquiranaseguros.com.br

(19) 3304 9920

Sobre Jessica

Formada em Ciências Econômicas pela UNICAMP e com MBA Executivo em Trends Innovation na Inova Business School. É desenvolvedora da Muquirana Seguros Online, um projeto inovador focado no atendimento humanizado por meio da internet. Também desenvolve o canal Amo Meu Amigão, com foco em seguro saúde para cães e gatos. Atua como Gestora na DM4 Corretora de Seguros e dirige a Comissão de T.I. do Grupo Exalt, maior grupo de corretores de Campinas e Região.
Marcado , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

112 Responses to Perda total tem que pagar franquia no seguro de automóvel?

  1. Diego diz:

    Bati num carro e o meu carro tem seguro e o da pessoa a qual bati nao tinha, ate ai tudo bem.
    Os dois carros foram para oficinas e o meu deu perda total.l, porem o da outra pessoa ainda nao sei se deu perda total tambem ou se foi parcial e terá conserto.
    Neste caso se o carro da outra pessoa tambem der perda total ou parcial eu pago a franquia mesmo assim? Por se tratar de ter outro envolvido.

    • Jessica diz:

      Diego, boa tarde!

      Se seu veículo der perda total, o senhor receberá indenização integral e não haverá cobrança de franquia.
      Quanto ao veículo do terceiro, não haverá franquia independente de ser perda parcial ou perda total, pois as seguradoras não trabalham com franquia na cobertura de terceiros.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/tBvlFDUco7A

      Atenciosamente,

  2. José Carlos Santos de Sousa diz:

    Bati em um carro que tinha seguro, eu estava na contra mão, meu carro não tinha seguro, o corretor do automóvel estava por perto com o marido da dona do outro carro e deu perda total na mesma hora, eles me informaram que além de eu ter que pagar a franquia eles me ameaçaram dizendo que se eles colocassem a placa do meu carro no registro da ocorrência a seguradora iria me cobrar na justiça o prejuízo dela, por isso seria melhor eu pagar o valor de 2.900,00 da franquia. Isto procede??

    • Jessica diz:

      José, boa noite!

      Se o veículo da vítima vier a dar perda total ele não terá que pagar franquia. Ele receberá indenização integral do seguro, sem ônus de franquia.
      Neste caso a vítima não pode lhe cobrar a franquia uma vez que ela não teve que pagá-la.
      Contudo, se o senhor foi responsável pela colisão, a seguradora deles poderá lhe procurar para solicitar o ressarcimento da indenização integral que foi paga pelo seguro.
      Se isso ocorrer, recomendamos negociar valores e parcelamento com a seguradora ou então consultar um advogado.

      Já se o carro da vítima não der perda total e for ser consertado, aí sim ela terá que pagar franquia. A seguradora dela pagará a diferença acima da franquia para realizar o conserto.
      A vítima tem direito de solicitar ao causador o ressarcimento da franquia. Já a seguradora pode solicitar o ressarcimento da diferença acima da franquia que foi paga pelo seguro.
      O acerto da franquia e feito com a vítima, sem relação com a seguradora. É, por fim, o acerto da diferença do seguro é feito diretamente com a seguradora sem relação com o segurado/vítima.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/1wqFTw0R1xQ

      Atenciosamente,

  3. Joice diz:

    Boa tarde ônibus bateu no meu carro porém meu carro tem seguro e ainda tá financiado 34.000mil e já paguei 12mil de parcelas.mais o carro ta no valor de 27mil de tabela. Deu perda total abrir o sinistro.gostaria de saber como vou ficar nessa situação??

    • Jessica diz:

      Joice, boa noite!

      Recomendamos a leitura deste outro post: http://blog.muquiranaseguros.com.br/indenizacao-de-perda-total-de-veiculo-financiado-no-seguro/

      Mas em resumo, há dois caminhos possíveis no seu caso:
      A) A seguradora quitará o saldo devedor até o limite máximo de R$27.000 e a senhora quitará a diferença de 34.000 – 27.000 = R$7.000 à financeira para desalienar o veículo que será transferido para a seguradora e a dívida será integralmente quitada.
      B) Se o caminho (A) acima não for interessante para a senhora, é necessário tentar solicitar à loja e financeira autorização para fazer substituição da garantia ( trocar o bem da dívida usando a indenização do seguro ). Se eles aceitarem, este é o caminho mais recomendado, pois lhe permitirá pegar um outro carro no lugar do antigo e os valores de parcelas e juros serão atualizado conforme negociação no processo de substituição de garantia.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/1wqFTw0R1xQ

      Atenciosamente,

Escreva sua dúvida! Pedimos apenas uma gentileza: procure ser breve, pois são muitas dúvidas todos os dias! Todas dúvidas são respondidas. :)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *