Perda total tem que pagar franquia no seguro de automóvel?

Saiba se é preciso pagar a franquia do seguro de automóvel nos casos de perda total do veículo.

Quando uma pessoa vê seu carro dar perda total e tem seguro de automóvel, uma das primeiras perguntas que vem a sua cabeça é “será que terei que pagar franquia?”. Neste artigo você descobre se em caso de perda total você tem que pagar ou não a franquia do seguro e garante seus direitos na hora em que mais precisa do atendimento seguro.

Leia também: “O que é e quando é considerado perda total no seguro de automóvel?”

Em caso de dúvidas, não deixe de escrever nos comentários. Ficaremos felizes em ajudá-lo!

Paga ou não paga franquia?

Em caso de perda total do veículo, o segurado não paga franquia.

A franquia é a participação obrigatória do cliente no seguro. Nos casos em que há o pagamento de franquia, o cliente paga a franquia contratada, e o seguro o restante. Apenas em algumas situações excepcionais, como perda total ou queda de raio, essa participação nos danos não é obrigatória.

Exemplo

Vejamos um exemplo para ajudar a ilustrar: Suponha que você contratou um seguro com franquia de R$ 1.500. Imagine (mas sem zica, hein muquirana!) que bateu seu veículo, que o conserto do carro ficou em R$6.000, mas não chegou a dar perda total. Nesse caso, como não houve perda total você pagará a franquia de R$1.500 e o seguro, a diferença de R$4.500.

Leia também: “3 vantagens pelas quais a franquia reduzida vale a pena”

Agora, suponha que tenha sim dado perda total com danos, por exemplo, de R$25.000. Nesse caso, como houve perda total, você não pagará a franquia de R$1.500, e receberá do seguro o valor integral do veículo que consta na tabela FIPE no mês do acidente.

Faça-já-cotação-do-seu-seguro-de-automóvel

Então, no caso de PT,
recebo valor integral do veículo sem pagar franquia?

Correto! Mas alguns detalhes são importantíssimos para evitar confusões:

  1. Nem sempre o que achamos ser “perda total”, é de fato perda total para o seguro: Para ser considerado perda total, é preciso que o conserto do veículo atinja 75% ou mais do valor do veículo. Às vezes, nos casos de carros de maior valor, o custo do conserto fica super alto, mas não atinge 75% do valor do automóvel. Nesses casos, mesmo o valor do conserto sendo alto, haverá pagamento de franquia, pois não chegou a dar perda total. Para saber mais sobre os critérios que configuram casos de perda total no seguro de automóvel, clique aqui.
  2. A indenização não será necessariamente o preço pago na compra do veículo: Se for considerado perda total, o cliente receberá indenização integral do veículo. Mas isso não quer dizer que receberá o valor que pagou no veículo quando o comprou. O seguro pagará o valor previsto na Tabela FIPE no mês em que o veículo sofreu acidente. A Tabela FIPE é uma referência do preço de mercado dos veículos, que considera diversos fatores, como ano do veículo, modelo, entre outros. Para saber mais como funciona a Tabela FIPE na indenização do seguro, clique aqui.

Sempre procure seu corretor

Em caso de perda total do veículo, sempre procure seu corretor para ajudá-lo na intermediação com a seguradora. Esse é o papel do corretor: garantir seu direitos, com agilidade e eficiência principalmente nos momentos em que você preciso usar os serviços do seguro.

A Muquirana Seguros Online tem um setor especializado só para atendimentos desses casos de sinistro (perda total, colisão, acidentes com terceiros etc.), para garantir que você seja atendido o mais rápido possível e sem dores de cabeça. Se você tem interesse em conhecer nossos serviços, sem compromisso, clique abaixo ou contate-nos! Estamos sempre à sua disposição.

Faça já cotação do seu seguro de automóvel: clique abaixo ou nos contate!

fazer-pedido-de-cotação-de-seguro

atendimento@muquiranaseguros.com.br

(19) 3304 9920

Sobre Jessica

Formada em Ciências Econômicas pela UNICAMP, atualmente cursa MBA em Trends Innovation na Inova Business School. É desenvolvedora da Muquirana Seguros Online onde trabalha nas áreas de SEO e criação de conteúdo.
Marcado , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

32 Responses to Perda total tem que pagar franquia no seguro de automóvel?

  1. Matheus Dias Dorneles diz:

    Boa tarde Jessica, tenho duvidas, eu fiz o pagamento do meu seguro em parcelas, no mês de agosto deste ano, agora em setembro tive um acidente no qual eu atingi um poste de iluminação e acabei dando perca total no carro, eu tenho que pagar a franquia ? por ter acertado o poste ? com danos de terceiro ? O carro estava quitado, só que ainda es ele com estava alienado ao banco, como faço essa desalie nação ?

    • Jessica diz:

      Matheus, boa tarde!

      Vamos por partes:

      Não há cobrança de franquia nos casos de perda total.

      Para ser considerado perda total é necessário que os custos de reparação do veículo atinjam 75% do valor do veículo na Tabela FIPE. Portanto, a perda total com a isenção de franquia independente da natureza do acidente, ou seja, o fato de ter colidido com o poste não influencia.

      No caso de terceiros, se você tem cobertura de danos materiais a terceiros haverá cobertura do seguro. Não há franquia para cobertura de terceiros.

      Pelo que entendemos de sua última questão, o carro foi quitado mas não foi feita a baixa no banco. Caso realmente seja isso, será necessário dar baixa da alienação junto ao banco para poder receber a indenização do seguro. Recomendamos que faça isso o quanto antes para agilizar a liberação de sua indenização.

      Ficamos a disposição!
      Contamos com seu pedido de cotação quando for adquirir um novo veículo ;)

  2. lafaiete costa dos santos diz:

    em caso de perca total do veiculo e o seguro quita o carro financiado o carro passa a ser do proprietário ou do seguro?

    • Jessica diz:

      Lafaiete, boa tarde!

      Para que possa ser liberada a indenização integral para pagamento da dívida é necessário que o veículo seja transferido para a seguradora.
      Por isso após a quitação da dívida pelo seguro o carro sinistrado passa a pertencer à seguradora.

      Ficamos a disposição!

  3. Cesar Morari diz:

    Renovei meu seguro em junho de 2014, à vista, e em julho tive um acidente com perca total do meu veículo. Tive que pagar franquia e ainda quando comprei o novo carro com o dinheiro do seguro, tive que fazer um novo seguro sem poder aproveitar o pagamento daquele que renovei em junho.
    Tá certo isso? To achando que fui enganado.

    • Jessica diz:

      Cesar, bom dia!

      Quando um veículo dá perda total não existe cobrança de franquia na hora da indenização.

      No caso de perda total, a apólice é cancelada e você realmente tem que fazer um novo seguro. O valor pago é quitado junto com o cancelamento da apólice. Como você pagou à vista, não há devolução (isso consta nas Condições Gerais da apólice). Vale ressaltar que mesmo que tivesse contratado um seguro parcelado, teria que pagar as parcelas restante para receber a indenização (

      Importante: Essas informações são referentes ao funcionamento de seguradoras regulamentadas pela SUSEP.

      Ficamos a disposição!
      Faça sua cotação conosco quando precisar =)

  4. mayra diz:

    Olá, gostaria de saber, bateram no meu veículo e deu perca total, posso pedir para a transportadora que é responsável pelo veículo que bateu em meu carro, o valor do meu carro?

    • Jessica diz:

      Mayra, bom dia!

      Se você é vítima no acidente, pode solicitar o ressarcimento dos seus prejuízos ao causador do acidente.
      Caso a transportadora tenha seguro, você pode solicitar a eles que acionem o seguro para terceiros e a seguradora indenizará seu veículo.
      Se ela não tiver seguro, será necessário negociar o ressarcimento diretamente com a transportadora.

      Ficamos a disposição!
      Faça uma cotação de seguro conosco :)

Escreva sua dúvida! Pedimos apenas uma gentileza: informe a data do vencimento do seu seguro e nos dê a chance de cotá-lo para você! Todas dúvidas são respondidas.

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>