Quando seguradora cobra causador ela tem que descontar a franquia?

Veja em qual situação a seguradora tem que descontar a franquia da cobrança feita ao causador!

Nossa visitante Daniela nos enviou a seguinte questão:

Olá, meu marido se envolveu em um acidente e ficou como errado, tratou diretamente com o dono e pagou a franquia, agora recebeu uma notificação que ainda tem um valor para pagar. Como saberemos se estes valores estão corretos? E o valor pago pela franquia não é descontado?

Obrigada

Cotação Seguro Terceiros - 2

Confira nossa resposta:

Olá Daniela, tudo bom? :)

A seguradora pode cobrar do causador o ressarcimento dos prejuízos quando o segurado dela é vítima na colisão. Isso ocorre por conta do direito de sub-rogação da seguradora sobre os prejuízos cobertos. Explicamos por que funciona desta maneira neste vídeo em nosso canal.

O desconto ou não da franquia deste valor a ser cobrado dependerá se o veículo da vítima segurada tiver sofrido perda parcial ou perda total.

Se o veículo tiver sofrido perda parcial, a vítima/segurado paga a franquia e a seguradora cobre a diferença acima da franquia. Neste caso a vítima pode cobrar do causador o ressarcimento da franquia, enquanto a seguradora pode cobrar apenas a parte dos prejuízos coberta pelo seguro. Se a seguradora cobrar o valor total do conserto, o causador estará sendo cobrado em duplicidade pela franquia, o que não é correto.

Já se tratar-se de um sinistro de perda total o veículo não tem recuperação e a vítima receberá indenização integral. A cobrança de franquia é proibida nos sinistros de indenização integral. A vítima segurada não terá que arcar com este custo e, portanto, não poderá cobrar a franquia do causador. A seguradora, por sua vez, terá coberto integralmente os prejuízos, por isso poderá cobrar o causador o valor integral coberto pelo seguro. Veja que se a vítima cobrar a franquia nessa situação o causador, assim como na situação anterior, também será cobrado em duplicidade pela franquia, já que esta já está “embutida” na indenização integral coberta.

Sabendo disso tudo, nossa primeira recomendação para o caso de seu marido é solicitar à seguradora da vítima que confirme se o sinistro dela foi de perda parcial ou perda total. Assim vocês poderão se certificar se quando a vítima lhes cobrou o ressarcimento da franquia, a cobrança era devida ou indevida: terá sido correta no caso de perda parcial e indevida no caso de perda total.

Tendo sido cobrada indevidamente, recomendamos informar a seguradora e solicitar que a vítima lhe restitua este valor para fazer o acerto com a seguradora.

Com relação ao valor do orçamento, recomendamos solicitar à seguradora que lhes envie cópia do orçamento da oficina, o que deverá incluir peças, serviço etc.

Para se proteger dessas situações no futuro, faça o seguro somente para terceiros: ele tem preço bacana e garantirá assistência 24h para seu carro! Peça uma cotação sem compromisso clicando abaixo ;)

Cotação Seguro Terceiros

Sobre Jessica

Formada em Ciências Econômicas (UNICAMP), com MBA Executivo em Trends Innovation (Inova Business School), atualmente faz extensão universitária em Direito e Economia (UNICAMP). É desenvolvedora da Muquirana Seguros Online, projeto inovador focado no atendimento humanizado por meio da internet. Atua como Gestora na DM4 Corretora de Seguros, associada do Grupo Exalt, maior grupo de corretores de Campinas e Região.
Adicionar aos favoritos o permalink.

Escreva sua dúvida! Pedimos apenas uma gentileza: procure ser breve, pois são muitas dúvidas todos os dias! :)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *