Quando seguradora cobra causador ela tem que descontar a franquia?

Veja em qual situação a seguradora tem que descontar a franquia da cobrança feita ao causador!

Nossa visitante Daniela nos enviou a seguinte questão:

Olá, meu marido se envolveu em um acidente e ficou como errado, tratou diretamente com o dono e pagou a franquia, agora recebeu uma notificação que ainda tem um valor para pagar. Como saberemos se estes valores estão corretos? E o valor pago pela franquia não é descontado?

Obrigada

Cotação Seguro Terceiros - 2

Confira nossa resposta:

Olá Daniela, tudo bom? :)

A seguradora pode cobrar do causador o ressarcimento dos prejuízos quando o segurado dela é vítima na colisão. Isso ocorre por conta do direito de sub-rogação da seguradora sobre os prejuízos cobertos. Explicamos por que funciona desta maneira neste vídeo em nosso canal.

O desconto ou não da franquia deste valor a ser cobrado dependerá se o veículo da vítima segurada tiver sofrido perda parcial ou perda total.

Se o veículo tiver sofrido perda parcial, a vítima/segurado paga a franquia e a seguradora cobre a diferença acima da franquia. Neste caso a vítima pode cobrar do causador o ressarcimento da franquia, enquanto a seguradora pode cobrar apenas a parte dos prejuízos coberta pelo seguro. Se a seguradora cobrar o valor total do conserto, o causador estará sendo cobrado em duplicidade pela franquia, o que não é correto.

Já se tratar-se de um sinistro de perda total o veículo não tem recuperação e a vítima receberá indenização integral. A cobrança de franquia é proibida nos sinistros de indenização integral. A vítima segurada não terá que arcar com este custo e, portanto, não poderá cobrar a franquia do causador. A seguradora, por sua vez, terá coberto integralmente os prejuízos, por isso poderá cobrar o causador o valor integral coberto pelo seguro. Veja que se a vítima cobrar a franquia nessa situação o causador, assim como na situação anterior, também será cobrado em duplicidade pela franquia, já que esta já está “embutida” na indenização integral coberta.

Sabendo disso tudo, nossa primeira recomendação para o caso de seu marido é solicitar à seguradora da vítima que confirme se o sinistro dela foi de perda parcial ou perda total. Assim vocês poderão se certificar se quando a vítima lhes cobrou o ressarcimento da franquia, a cobrança era devida ou indevida: terá sido correta no caso de perda parcial e indevida no caso de perda total.

Tendo sido cobrada indevidamente, recomendamos informar a seguradora e solicitar que a vítima lhe restitua este valor para fazer o acerto com a seguradora.

Com relação ao valor do orçamento, recomendamos solicitar à seguradora que lhes envie cópia do orçamento da oficina, o que deverá incluir peças, serviço etc.

Para se proteger dessas situações no futuro, faça o seguro somente para terceiros: ele tem preço bacana e garantirá assistência 24h para seu carro! Peça uma cotação sem compromisso clicando abaixo ;)

Cotação Seguro Terceiros

Sobre Jessica

Formada em Ciências Econômicas (UNICAMP), com MBA Executivo em Trends Innovation (Inova Business School). Atualmente faz especialização universitária em Law & Economics (UNICAMP), sendo também associada à Associação Brasileira de Direito e Economia (ABDE). É fundadora da Muquirana Seguros Online, projeto inovador focado no atendimento humanizado por meio da internet. Atua como diretora comercial na DM4 Corretora de Seguros e pesquisadora independente na temática de insurance market.
Adicionar aos favoritos o permalink.

2 Responses to Quando seguradora cobra causador ela tem que descontar a franquia?

  1. Luciane diz:

    Olá Jessica, meu veiculo foi roubado e já encaminhei todos os documentos para a seguradora, fiz a solicitação da carta débito para a financeira que tem o prazo de 5 dias uteis pra me enviar, minha duvida é : Ainda não é aconselhável eu já comprar outro veiculo mesmo o DUT já estar no nome da seguradora ? o correto é esperar mesmo a baixa do gravame ? o seguro que fiz parcelado tem que estar quitado para eles pagarem a indenização ? sei que eles deduzem do valor da indenização, mas no meu caso o valor da quitação será quase exato com a fipe como funciona ? estou tentando quitar o seguro pra nada barrar o pgto da indenização pois dependo de um veículo e tenho pressa em compra outro , porem cada um me fala uma coisa e não sei a quem recorrer .

    • Jessica diz:

      Luciane, bom dia!

      Quando o saldo devedor ainda é alto devido aos juros, é recomendável verificar o caminho da substituição de garantia. Leia este post para saber como funciona.

      A seguradora só pagará a indenização após baixa do gravame, que pode ocorrer via quitação do saldo devedor ou substituição da garantia.

      A quitação do seguro é obrigatória para o recebimento da indenização integral.

      Quando for fazer seu seguro, peça uma cotação com a gente: http://www.muquiranaseguros.com.br
      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/jZOs_YAyk7I

      Atenciosamente,

Estamos com sobrecarga de dúvidas, sem conseguir responder todos. Pedimos desculpas, estamos resolvendo isso no próximo mês! Até lá, use o campo Pesquisar ao lado direito para encontrar o assunto que precisar ;)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *