Quando vale a pena usar seguro de automóvel para terceiro?

quando vale a pena usar a cobertura de terceiros do seguro de automóvelSaiba quando usar a cobertura de terceiros do seu seguro de automóvel!

A cobertura de terceiros é tão importante quanto a cobertura do seu próprio veículo no seguro de automóvel, afinal, no trânsito podemos acidentalmente causar danos materiais a terceiros em situações como colisões. Nessas horas uma dúvida muito comum é: quando vale a pena usar o seguro de automóvel para terceiros?

Leia também:
“Seguro somente para terceiros: é barato?”
“Indenização do seguro para terceiro entra no inventário?”

A cobertura de terceiros funciona de maneira muito mais simples que a cobertura do seu veículo segurado, mas poucas pessoas sabem disso e, por falta de informação, deixam de usar a cobertura de terceiros. Neste artigo você aprenderá como funciona o seguro de automóvel para terceiros e descobrirá quando vale a pena usá-lo.

Cobertura de terceiros no seguro de automóvel:
não tem franquia

O primeiro detalhe muitas vezes desconhecido pelas pessoas é que a cobertura de terceiros do seguro de automóvel não tem franquia. Isso significa que não há um custo mínimo de conserto do veículo do terceiro para que a cobertura possa ser usada.

Leia também:
“Franquia no seguro: o que é e quando não tenho que pagar?”

Você pode acionar a cobertura de terceiros sempre que for responsável pelo dano causado ao veículo do terceiro, mas é importante avaliar se vale ou não a pena usar a cobertura. Para saber, é importante avaliar o custo de conserto do carro de terceiro. Veja abaixo.

Cotação Seguro Carro - 2

Como saber quando vale ou não a pena usar a cobertura de terceiros?

Como dissemos, você pode usar a cobertura de terceiros do seu seguro de automóvel sempre que for considerado responsável pelos danos causados ao terceiros, independente do custo do conserto. Ainda assim, “poder fazer” não significa necessariamente que sempre valha a pena.

Você deve estar se perguntando: Por que não valeria a pena?

Quando usa cobertura terceiros, perde uma classe de bônus

A única “desvantagem” em usar a cobertura de terceiros é que você perderá uma classe de bônus na renovação do seu seguro de automóvel. No geral o bônus ajuda a abaixar o preço do seguro, podendo chegar a 10% de desconto. Por isso, quando for usar a cobertura de terceiros é importante comparar o custo do conserto do carro do terceiro com o bônus que você perderá.

Leia também:
“O que é o bônus no seguro de automóvel?”

Se o custo do conserto do terceiro for bastante alto, então vale a pena usar a cobertura de terceiros. Mas se o conserto do terceiro tiver um custo baixo, então não vale muito a pena usar o seguro, pois a perda do bônus não justifica.

Veja alguns exemplos:

Suponha que a colisão foi feia, danificando o bastante o veículo do terceiro. Após orçamento na oficina, o conserto do carro do terceiro ficou em R$10.000. Nesse caso, vale a pena usar a cobertura de danos materiais a terceiros, mesmo perdendo uma classe bônus, pois o custo do conserto é bastante alto. Apesar de você perder uma classe de bônus na renovação, você não pagará R$10.000 (que é muito mais que o desconto que você ganharia com o bônus).

Suponha agora que a colisão não foi tão forte assim e causou apenas um leve amassado na porta do veículo do terceiro. Após o orçamento, o conserto do terceiro ficou em R$150. Nesse caso, você pode usar a cobertura de danos materiais a terceiros, mas talvez não valha a pena frente a consequente perda do bônus.

E se eu decidir usar a cobertura de terceiro do seguro?

Se após avaliar os custos do conserto do veículo do terceiro você decidir usar a cobertura de terceiros do seguro, será necessário abrir um sinistro de terceiros na sua seguradora. A companhia solicitará alguns documentos ao terceiro e encaminhará o processo de indenização junto a ele.

E se eu não quiser usar a cobertura de terceiros do seguro, como fica?

Se você foi culpado pelos danos materiais ao terceiro e optar por não usar a cobertura de terceiros do seu seguro de automóvel, então deverá pagar o conserto do terceiro você mesmo. Nesse caso, procure conversar com o terceiro e negociar o conserto.

Cotação Seguro Carro

Sobre Jessica

Formada em Ciências Econômicas (UNICAMP), com MBA Executivo em Trends Innovation (Inova Business School). Atualmente faz especialização universitária em Law & Economics (UNICAMP), sendo também associada à Associação Brasileira de Direito e Economia (ABDE). É fundadora da Muquirana Seguros Online, projeto inovador focado no atendimento humanizado por meio da internet. Atua como diretora comercial na DM4 Corretora de Seguros e pesquisadora independente na temática de insurance market.
Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.

82 Responses to Quando vale a pena usar seguro de automóvel para terceiro?

  1. Pedro diz:

    Bom dia!

    Eu fui o responsável por uma pequena colisão e assumi a culpa, acionando a seguradora para reparar o carro do terceiro. No entanto, ele não está querendo seguir o processo da seguradora, se recusando a levar o veículo dele para vistoria ou para uma oficina conveniada. Ele prefere receber o dinheiro diretamente e arrumar onde quiser.

    Existe algo que eu possa fazer legalmente para me resguardar disso?
    Existe um modelo de documento que eu possa fazê-lo assinar, caso ele aceite um valor que não seja maior do que os 10% que eu perderia na renovação do seguro?

    • Jessica diz:

      Pedro, boa tarde!

      Recomendamos solicitar ajuda do corretor responsável pela apólice para informar à seguradora sobre a solicitação do terceiro. Será necessário fazer perícia e orçamento para que possa ser iniciada uma conversa em torno da negociação de ressarcimento de valor e não do conserto em si.
      Se ainda assim ele se recusar a fazer a perícia e orçamento, recomendamos comunicar à seguradora para deixar tudo registrado no processo de sinistro.

      Se for optar por fazer acordo diretamente com a vítima, sem intermediação do seguro, recomendamos consultar um advogado. Ele é o profissional mais apto a lhe orientar sobre que ressalvas tomar para não ser cobrado indevidamente no futuro.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/ZGa6xU12cJs

      Atenciosamente,

  2. Laura Fernandes diz:

    Boa noite,
    No estacionamento de meu trabalho, bati na traseira de outro carro, não sei quanto ficará o conserto. Mas isso aconteceu hoje dia 26 e meu seguro com uma operadora vale até amanhã dia 27. Já troquei de operadora e a partir do dia 28 tenho outra seguradora. Caso queria acionar para o conserto, qual das duas utilizarei?
    Muito obrigada,
    Laura

    • Jessica diz:

      Laura, boa tarde!

      O sinistro será coberto pela apólice com vigência dentro do período da ocorrência. Portanto, se o sinistro ocorreu em 26/05, o sinistro será coberto na apólice que vencia em 27/05. A nova apólice com vigência de 28/05 em diante poderá ser acionada para sinistros do dia 28/05 em diante.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/XO0vpaZEfJ4

      Atenciosamente,

  3. Almir diz:

    Me envolvi em um acidente, onde sou o terceiro, só que não foi acionado policia, nem feito B.O. , porque o motorista causador disse que iria assumir os danos, depois de alguns dias e muita enrolação (17 dias) diz que vai fazer o B.O. para acionar o seguro de terceiros para reparar o dano, você acha que depois de tantos dias a seguradora vai aceitar o pedido ou é mais uma enrolação para me vencer no cansaço, ja que o carro dele nem no nome dele esta.

    • Jessica diz:

      Almir, boa tarde!

      Para se certificar de que o causador realmente cobrirá seus danos por meio da cobertura de terceiros dele, recomendamos solicitar a ele o contato do corretor e contatá-lo solicitando o nº de protocolo de sinistro, para checar se o processo realmente foi aberto. Se o causador tiver esse número em mãos, o senhor também pode contatar diretamente a seguradora.
      O acionamento da cobertura de terceiros depende de que o causador faça a abertura deste processo para que se iniciem os demais procedimentos. Por isso se não houver este protocolo, significa que nada começou ainda.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/BuRt_wLuC_g

      Atenciosamente,

  4. Ademir José Azevedo diz:

    Bati na traseira de um carro e esse por conseguinte bateu em outro.
    Por essa razão indago:
    Minha franquia 3.600,00
    Meu carro 12.000,00
    Como proceder para incluir os 2 veículos no conserto?

    • Jessica diz:

      Ademir, boa tarde!

      O seguro compreensivo tem cobertura para 1) o próprio veículo segurado e 2) outra cobertura separada para terceiros.

      1) A franquia é paga para fazer o reparo do próprio veículo segurado. Para consertar seu carro o senhor pagará os R$3.600,00 e o seguro cobrirá a diferença acima desta franquia.

      2) Quanto aos dois veículos de terceiros, o reparo deverá ser feito por meio da cobertura de danos materiais a terceiros. Esta cobertura não tem franquia.

      Recomendamos solicitar ajuda do corretor responsável pela apólice para ajudá-lo com a abertura do sinistro.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/BuRt_wLuC_g

      Atenciosamente,

  5. Patrick Gressler diz:

    Boa Noite!
    Recentemente me envolvi em um acidente, o outro motorista bateu na minha traseira e o seguro dele foi acionado. Minha dúvida é se irá constar o sinistro no documento do meu carro?!

    Obrigado.

    • Jessica diz:

      Patrick, boa noite!

      A classificação da “monta” é feita pelo agente de trânsito no momento da ocorrência. Recomendamos verificar no Boletim de Ocorrência se houve constatação de média ou grande monta (maiores detalhes neste outro post: “O que é sinistro de pequena, média e grande monta no seguro?”)

      Se os danos tiverem sido grandes, recomendamos também consultar com a seguradora se houve alguma comunicação por parte dela aos órgãos de trânsito.

      Se eventualmente tiver ocorrido alguma dessas constatações, recomendamos consultar um despachante veicular para regularizar a situação do veículo antes de voltar a circular.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/BuRt_wLuC_g

      Atenciosamente,

  6. Elisabete diz:

    Boa tarde.
    Eu bati em um carro está semana. Foi bem pouca coisa. Eu não solicitei o seguro para não perder bônus. O conserto ficou em 480.00 reais e paguei para a pessoa. Será que fiz borrada?

    • Jessica diz:

      Elisabete, boa tarde!

      Esse tipo de escolha depende muito do perfil de cada pessoa.
      Quando o seguro é utilizado a senhora deixa de ganhar uma classe e cai outra. Isso significa que na próxima renovação terá dois bônus a menos do que teria se não tivesse utilizado o seguro. Duas classes de bônus podem gerar desconto em torno de 200 a 400 reais (o peso do bônus no preço do seguro varia entre as seguradoras, mas podemos considerar esses valores como aproximações).
      Como o conserto final ficou em 480 reais, a senhora poderia ter economizado um “líquido” entre 80 e 280 reais. Apesar de ser uma economia, não considero uma burrada já que é uma economia “pequena” considerando que classes mais altas de bônus dão descontos maiores a cada renovação.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/BuRt_wLuC_g

      Atenciosamente,

  7. Sara da Silva diz:

    Olá eu causei um acidente o meu carro saiu em 1200,00 o do terceiro saiu em 600,00 o concerto, minha franquia custa 1160,00. Nesse caso vale a pena usar o meu seguro?

    • Jessica diz:

      Sara, bom dia!

      Neste caso a senhora deve avaliar se o bônus perdido com o sinistro representaria um desconto maior ou menor do que o prejuízo coberto pelo seguro.

      Cabe ao segurado decidir se aciona ou não o seguro, por isso as informações abaixo são apenas uma opinião, ok?

      Entendemos que no seu caso valerá a pena acionar o seguro somente se for acioná-lo também para o terceiro, pois uma única classe de bônus dificilmente representaria um desconto de 600 reais + 40 reais da diferença do seu conserto.

      Para acionar somente para seu próprio carro não valeria a pena. A franquia é obrigatória para o conserto do próprio carro segurado por meio do seguro. Neste caso, como o conserto do seu carro ficou em 1.200 e a franquia é 1.160, a senhora pagaria 1.160 e o seguro cobriria 1.200 – 1.160 = 40 reais. Como a diferente é muito baixa, em princípio, não valeria a pena acionar o seguro para este dano sozinho, já que ocorrerá a perda de uma classe de bônus na renovação e certamente ela garantia um desconto superior a 40 reais na renovação.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/BuRt_wLuC_g

      Atenciosamente,

  8. Jefferson diz:

    Bom dia, acionei o meu seguro para terceiro, mas a seguradora recusou a concertar os 2 carros dizendo que se eu levei o terceiro para concerto eu assumo a culpa e isso vai contra uma lei de direção defensiva. Se eu desistir re incluir o terceiro e concertar somente o meu o seguro pode negar o concerto?

    • Jessica diz:

      Jefferson, bom dia!

      O segurado pode acionar o seguro para o próprio carro independente de acionar o seguro para o carro do terceiro.
      Recomendamos solicitar ajuda do corretor responsável pela apólice para dar andamento no sinistro.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/U2RKAUAeRbE

      Atenciosamente,

  9. Adilson de Oliveira diz:

    Olá,

    Um jovem bateu em meu carro, mas quer que eu faça o serviço em uma oficina de confiança dele, cujo não aprovei porque querem recuperar peças e não trocá-las.
    Posso acionar meu seguro para reparar meu carro e cobrar dele a franquia?

    • Jessica diz:

      Adilson, bom dia!

      Sim, o senhor pode acionar seu seguro e cobrar o ressarcimento da franquia do causador.
      Essa cobrança pode ser feita extrajudicialmente, por meio de acordo amigável ou das Pequenas Causas. Se não for possível, a recomendação é buscar um advogado e recorrer judicialmente.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/U2RKAUAeRbE

      Atenciosamente,

Estamos com sobrecarga de dúvidas, sem conseguir responder todos. Pedimos desculpas, estamos resolvendo isso no próximo mês! Até lá, use o campo Pesquisar ao lado direito para encontrar o assunto que precisar ;)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *