Seguro automotivo: como funciona?

Descubra como funciona o seguro automotivo do começo ao fim!

seguro automotivo - como funciona

O seguro automotivo parece um bicho de sete cabeça para quem não está acostumado com seus termos técnicos. Nós da Muquirana Seguros Online procuramos sempre traduzir essa linguagem da maneira mais didática e simplificada possível para nossos clientes e leitores de nosso blog. Acreditamos que isso ajuda no consumo consciente, com ganhos de comodidade e bem estar pelo consumidor. Pensando nisso, nesse artigo explicaremos como funciona o seguro automotivo de uma ponta a outra.

Confira e escreva sua dúvidas e opiniões nos comentários! Ficaremos felizes em poder ajudá-lo.


Como funciona o seguro automotivo?
Dicas preciosas para não se perder na hora de fazer seu seguro

Algumas dicas simples (porém preciosas!) podem ajudar você a não se perder na hora de fazer seu seguro. Começaremos com algumas dicas básicas e depois explicaremos ponto a ponto como funciona o seguro automotivo.

Quem procurar para fazer o seguro do meu carro?
Algumas dicas básicas para evitar dor de cabeça

  1. “Corretora” e “seguradora” são coisas diferentes: A primeira confusão mais comum de quem está começando a fazer seguro, é achar que corretora e seguradora são a mesma coisa, quando não são. Comece sabendo qual a diferença entre corretora e seguradora: leia aqui.
  2. Procure um corretor de seguros especializado: Os corretores de seguro são profissionais especializados para instruí-lo sobre todos os aspectos do seguro de automóvel e outros tipos também. Além do conhecimento sobre o produto, o corretor está sujeito a leis que o colocam como intermediador entre cliente e seguradora, garantindo os direitos do segurado. Quando for fazer seu seguro, provavelmente você será abordado por diversos tipos de profissionais: desde seu gerente de banco até a própria concessionária. Você é livre para escolher, mas é importante saber que o corretor de seguros está muito mais capacitado em termos de estrutura e conhecimento para atendê-lo não só na venda, como no pós-venda e quando precisar usar o seguro.
  3. Evite soluções “mágicas” e de pouca garantia: Quando você for fazer seu seguro, poderá se deparar com algumas soluções “mágicas” que garantem tudo e mais um pouco por preços abaixo do mercado. Fique esperto com essas opções e procure conhecer todas as garantias (ou não) que você de fato tem. Hoje em dia, por exemplo, tem crescido o número de casos de cooperativas que procuram fazer o papel das seguradoras, O que poucos sabem é que cooperativas não são seguradoras e não estão sujeitas às leis do mercado segurador, deixando o consumidor completamente desamparado em caso de problemas com indenização ou cobertura. Tanto que crescem os números de denúncias de fraudes relacionadas a cooperativas, principalmente pela falta de um fundo de reserva por essas cooperativas para garantir a indenização a seus clientes. Para saber qual a diferença entre seguro por cooperativa e seguro por corretora leia aqui.

Como funciona o seguro de automóvel fase a fase

 Agora que você já sabe as dicas básicas sobre quem consultar na hora de fazer seu seguro, vamos ver o que cabe a você, cliente, ficar atento durante a contratação do seu seguro. Para isso vamos explicar cada passo da contratação do seguro de automóvel, dando dicas de o que você deve observar em cada uma delas.

1. Cotação: O seguro começa com uma cotação, ou seja, uma busca pelas melhores opções de preço e cobertura. Nessa fase as dicas primordiais são:

Cotação Seguro Carro - 2
  • Atenção ao perfil do principal condutor: Quando for fazer a cotação, o corretor fará diversas perguntas sobre o principal condutor do veículo. Essas perguntas influenciarão diretamente no preço e cobertura, por isso ao comparar diferentes cálculos é importantíssimo que os perfis das cotações sejam iguais uns aos outros. Se os cálculos tiverem diferentes perfis, você estará comparando coisas diferentes: seria como comparar bananas e maçãs, quando o que você quer são pêssegos.
  • Atenção ao modelo do veículo: Na cotação é fundamental que o modelo do veículo esteja correto. Como há muitos modelos similares, é importante especificar certinho o modelo para seu corretor, evitando confusões. O chassi ajuda a evitar problemas como esse, por isso procure sempre apresentar o chassi ao corretor.
  • Atenção às coberturas: A maioria das pessoas cai no erro de comparar somente o preço do seguro e dão pouca atenção às coberturas contratadas. Na hora da cotação, dê bastante atenção às coberturas vendo se atendem às suas reais necessidades, pois do contrário você pode pagar por um seguro pouco funcional para você. O seguro deve ter as coberturas personalizadas para você, nunca se esqueça disso! Clique aqui para conhecer as principais coberturas do seguro de automóvel.
  • Atenção à franquia: Além das coberturas, as pessoas também costumam esquecer de observar a franquia do seguro de automóvel. A franquia pode ser normal ou reduzida e é fundamental para seu seguro. Clique aqui para ver vídeo sobre qual a melhor opção: franquia normal ou franquia reduzida?

2. Proposta: Depois que você escolhe a opção de seguro que melhor lhe atende, é feita uma proposta. Esse procedimento cabe ao corretor de seguros, que transmitirá a proposta a seguradora. Após a transmissão da proposta pelo corretor, a seguradora tem até 15 dias para aceitar ou recusar o seguro e, durante esse período de análise, você tem cobertura do seguro. Nessa fase, cabe ao cliente somente os seguintes passos:

  • Assinar a proposta: A proposta serve como termo de adesão do seguro e sua assinatura é garantia de que concorda com as coberturas e termos contratados.
  • Pagamento das parcelas (principalmente da 1ª parcela): Na proposta constará as datas e forma de pagamento. Atenção principalmente ao pagamento da primeira parcela, pois o não pagamento desta implicará cancelamento do seguro. Caso se esqueça de pagar, entre em contato imediatamente com seu corretor para regularizar seu seguro.

3. Apólice: Após aceitação da proposta pela seguradora, é emitida a apólice. Esse processo de emissão cabe á seguradora, que deverá enviar a apólice para você por correio (ou e-mail, conforme sua preferência). A apólice é o documento que formaliza o contrato entre você e a seguradora.

4. Sinistro: Se durante a vigência do seguro você precisar usá-lo por conta de um sinistro, peça instrução a seu corretor de seguros para encaminhar os procedimentos para você. Na Muquirana Seguros Online, por exemplo, temos departamento de sinistro especializado para facilitar a vida do cliente. Abaixo confira algumas informações interessantes para o caso de sinistro:

Espero que essas informações ajudem, mas caso precise de instruções mais detalhadas para seu caso específico, não deixe de nos contatar. A Muquirana Seguros Online está sempre a disposição para ajudar!

Cotação Seguro Carro

Sobre Jessica

Formada em Ciências Econômicas (UNICAMP), com MBA Executivo em Trends Innovation (Inova Business School). Atualmente faz especialização universitária em Law & Economics (UNICAMP), sendo também associada à Associação Brasileira de Direito e Economia (ABDE). É fundadora da Muquirana Seguros Online, projeto inovador focado no atendimento humanizado por meio da internet. Atua como diretora comercial na DM4 Corretora de Seguros e pesquisadora independente na temática de insurance market.
Adicionar aos favoritos o permalink.

Escreva sua dúvida! Pedimos apenas uma gentileza: procure ser breve, pois são muitas dúvidas todos os dias! :)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *