Seguro carro de leilão pode limitar cobertura?

“Fui fazer seguro de carro de leilão e seguradora não aceita cobertura de 100% da Tabela FIPE. Isso pode?” Confira resposta!

Recebemos a dúvida abaixo de nosso visitante Mateus:

“Boa noite Jessica. Tudo bem?
Eu comprei um carro de leilão. Este carro é recuperado de financiamento, porem não consigo fazer 100% do seguro, pois as seguradoras alegam que o carro tem gravame de leilão. Como faço para remover esse gravame?
Muito obrigado”

Confira nossa resposta:

Olá Mateus, tudo bom?

Os veículos de leilão geralmente tem três procedências:

a) Carros sinistrados que após recuperação e procedimentos de vistoria e regulamentação da documentação conforme normas do DETRAN, são recolocados no mercado via leilão. Isso é comum no caso de carros de perda total com cobertura em seguros, que após esses procedimentos são vendidos em leilão pelas seguradoras.

b) Carros recuperados de roubo ou furto após a seguradora já ter pago indenização ao segurado. Neste caso a seguradora também pode recolocar o veículo no mercado por meio de leilão.

c) Carros recuperados em processos de busca e apreensão de financiamentos ou consórcios não pagos.

Creio que possam existir outras origens de carros de leilão, mas essas são as mais comuns e que são de nosso conhecimento.

Para qualquer dos 03 tipos acima, a contratação do seguro de automóvel fique sujeita à análise das seguradoras:

  • Há seguradoras sem aceitação.
  • Já as que tem aceitação podem limitar o percentual de cobertura da Tabela FIPE garantido (por exemplo, ao invés de cobrir 100% da Tabela FIPE, garante limite de 80% ou 90%).

Nas situações (A), de carros com sinistro de grande monta e/ou com chassi remarcado, isso ocorre pelo fato de que carros deste tipo tendem a sofrer uma desvalorização no mercado. Independente de serem de leilão ou não, veículos sinistrados de grande monta dificilmente conseguem contratar um seguro com 100% da Tabela FIPE pois a seguradora considerará essa desvalorização.

Já nos casos (B) e (C) essa limitação da cobertura também existe, independente do carro não ter sofrido nenhum dano. Pelo fato de ele ser proveniente de leilão, mesmo sendo um carro “normal”, o preço fica muito abaixo do preço médio de mercado. A seguradora com aceitação para o veículo também poderá limitar a cobertura à 80% ou 90% da Tabela FIPE considerando essa diferença de preços de aquisição.

Tudo isso ocorre por que a lei não permite obtenção de lucro por meio de nenhum tipo de seguro, inclusive o seguro de automóvel. Como o veículo de leilão é adquirido por valor inferior à média de mercado, mesmo que o carro não tenha sofridos danos, a seguradora dificilmente liberará a contratação de 100%.

Com relação a como tirar determinadas informações do documento do veículo, peço desculpas, mas não sabemos qual o procedimento. Sobre este tipo de questão a recomendação é solicitar instrução ou os serviços de um despachante veicular.

Esperamos que essas informações ajudem!

Aproveite e peça sua cotação de seguro auto conosco!

Cotação Seguro Carro - 2

Sobre Jessica

Formada em Ciências Econômicas (UNICAMP), com MBA Executivo em Trends Innovation (Inova Business School), atualmente faz extensão universitária em Direito e Economia (UNICAMP). É desenvolvedora da Muquirana Seguros Online, projeto inovador focado no atendimento humanizado por meio da internet. Atua como Gestora na DM4 Corretora de Seguros, associada do Grupo Exalt, maior grupo de corretores de Campinas e Região.
Adicionar aos favoritos o permalink.

Escreva sua dúvida! Pedimos apenas uma gentileza: procure ser breve, pois são muitas dúvidas todos os dias! :)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *