Seguro viagem internacional: como contratar corretamente?

Saiba como contratar corretamente seu seguro viagem internacional e garanta sua segurança!

Ao contratar o seguro viagem internacional, muitas pessoas pensam apenas no preço, e acabam não contratando um serviço que atenda às suas reais necessidades. É fundamental saber como contratar corretamente seu seguro viagem internacional, pensando não apenas no preço, mas nas coberturas, que são a verdadeira razão de você contratar esse seguro.

Neste domingo o Fantástico mostrou a história de uma brasileira que sofreu um acidente de balão em sua viagem para o exterior. O seguro viagem, que não foi contratado corretamente, a deixou na mão quando mais precisava, pois as coberturas eram muito baixas… Imagina o apuro de estar internado num país cuja língua você desconhece, completamente sozinho e o seguro não cobre os custos para trazê-lo de volta de maneira adequada? É uma situação extrema, mas que requer precaução antes de levantar voô.

Clique aqui para assistir o vídeo do Fantástico.

Confira nosso artigo e escreva suas opiniões nos comentários! Faça-já-cotação-do-seu-seguro-de-automóvel

O que faz um seguro viagem “bom” ou “ruim”? Preço x Coberturas

Uma pergunta frequente quando nossos clientes vão contratar o seguro viagem internacional, é qual o melhor o seguro. Ou ainda, qual seguro é “bom”, ou qual é “ruim”. Diferente do que se imagina, a resposta para isso não está no preço, mas nas coberturas do seguro. Nem sempre contratar o mais barato é a melhor opção. No caso do seguro, a prioridade não é olhar o preço, mas as coberturas! Quando vamos viajar para o exterior estamos mais vulneráveis: lá fora não temos plano de saúde, às vezes desconhecemos a língua, não conhecemos muito bem as leis ou onde buscar ajuda em situações inesperadas. Isso tudo faz parte da aventura, é claro! Mas é fundamental se precaver de situações mais graves que podem nos surpreender e, dentro de um quadro como o descrito acima, podem agravar muito as coisas. O seguro viagem internacional é importante exatamente para isso: garantir que mesmo com todas essas circunstâncias, da “distância” e do “desconhecido”, você será preservado até estar tudo bem e poder voltar para casa. Por isso o que torna um seguro ruim, é a contratação de coberturas insuficientes frente aos riscos que você está sujeito. Já um seguro bom, é aquele que garantirá sua tranquilidade mesmo no pior quadro possível.

Primeiros detalhes fundamentais: “Quando, onde e o quê?”

As primeiras perguntas fundamentais a se fazer antes de contratar seu seguro viagem internacional são:

  1. Quando será a viagem? Qual a data de partida e a data de chegada? O seguro valerá da data inicial escolhida até a data final, e nada além disso. Por isso, se você não tem certeza, por exemplo, sobre a data de volta, deixe uma margem de folga no seguro.
  2. Para onde viajará? Qual os destinos? O seguro viagem internacional vale dentro do destino escolhido. Se você mudar o roteiro abruptamente, indo para um lugar completamente diferente, o seguro não valerá. Por isso é importante você ter um roteiro mais ou menos estabelecido.
  3. O que irei fazer na viagem? Lazer? Negócios? Esportes radicais? No caso de viagens destinadas a prática de esportes radicais ou campeonatos esportivos, é necessário a contratação de um seguro especial para esse caso. Se a pessoa contratar o seguro normal e sofrer algum dano na prática do esporte, o seguro estará isento de cobertura.

Quais coberturas eu devo observar antes de contratar o seguro viagem internacional?

Nada de contratar o seguro viagem apenas pelo preço, estamos entendidos?! Na Muquirana Seguros, cujo nome remete diretamente à economia, acreditamos que o cliente sempre deve buscar o melhor custo-benefício para fazer o melhor uso de seu dinheirinho suado. No seguro viagem é a mesma coisa. Veja abaixo algumas das coberturas mais importantes antes de contratar seu seguro viagem internacional:

  • Assistência médica e Despesas médico hospitalares: Importantíssiiiiima! Essa cobertura garantirá  a indenização de custos médicos e hospitalares decorrentes de consultas (de caráter urgente) e acidentes, desde os mais simples (por exemplo, se a pessoa quebrar o pé ou pegar uma pneumonia) até os mais graves (por exemplo, se a pessoa for internada por conta de um acidente de carro).Alguns seguros incluem nesse casos despesas odontológicas de caráter urgente e também despesas farmacêuticas com medicamentos.Dependendo para o país para onde se vai, os custos dessas despesas podem ser altíssimos, por isso é importante contratar uma cobertura bastante abrangente, pensando na situação máxima em que seria necessário.
  • Remoção inter hospitalar e Repatriamento médico: Muito importante também! Essas duas coberturas quase nunca recebem a devida atenção.A remoção inter hospitalar garante que se o indivíduo for levado para uma unidade hospitalar sem capacidade técnica para atendê-lo, ele poderá ser levado para outra unidade adequada. Sem essa cobertura, todos os custos dessa remoção serão do próprio indivíduo, e podem ser bastante altos dependendo da situação.Já o repatriamento médico garante os custos para a pessoa hospitalizada voltar para o Brasil, incluindo todos os gastos com tecnologias e UTI móvel necessários. No exemplo tratado do vídeo do Fantástico, a contratação de uma cobertura de repatriamento baixa causou todo aquele transtorno à família da vítima.
  • Visita ao indivíduo hospitalizado:Se alguém for viajar sozinho e, por algum infortúnio, for hospitalizado, essa cobertura fará toda a diferença. Ela cobrirá custos com passagem para que uma pessoa indicada pelo indivíduo hospitalizado possa acompanhá-lo. Algumas seguradoras cobrem também algumas diárias para esse acompanhante.
  • Repatriamento de corpo:As pessoas não imaginam os custos altíssimos para se repatriar o corpo de alguém que falece no exterior. É muito importante prestar atenção ao valor dessa cobertura, pensando não apenas na tranquilidade financeira, mas na tranquilidade de que se a pessoa vir a falecer, sua família terá garantido que seu corpo retornará à pátria.

Há ainda outras coberturas muito importantes. Tratamos daquelas mais relacionadas à saúde e acidentes pessoais. Você também pode conferir outros tipos de cobertura, como a cobertura de extravio de bagagem e também cobertura de custos com pet para viajar. Em caso de dúvidas, contate-nos.

Faça já cotação do seu seguro viagem: clique abaixo ou nos contate! fazer-pedido-de-cotação-de-seguro atendimento@muquiranaseguros.com.br (19) 3304 9920

Sobre Jessica

Formada em Ciências Econômicas (UNICAMP), com MBA Executivo em Trends Innovation (Inova Business School). Atualmente faz especialização universitária em Law & Economics (UNICAMP), sendo também associada à Associação Brasileira de Direito e Economia (ABDE). É fundadora da Muquirana Seguros Online, projeto inovador focado no atendimento humanizado por meio da internet. Atua como diretora comercial na DM4 Corretora de Seguros e pesquisadora independente na temática de insurance market.
Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.

4 Responses to Seguro viagem internacional: como contratar corretamente?

  1. ANY diz:

    O seguro viagem para a Europa precisa está em língua inglesa ou do país que esta visitando?

    • Jessica diz:

      Any, bom dia!

      Trabalhamos com o seguro viagem Porto Seguro. Nele a apólice é apenas em português. Quanto a carta garantia, pode solicitar nos 4 idiomas disponíveis: inglês, francês, espanhol e português. Se não receber a carta garantia junto à apólice, ela pode ser solcitado pelo corretor ou pelo segurado diretamente à seguradora.

      Faça seu seguro viagem conosco: Acesse aqui!

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/WFJs6S1GBA0
      Atenciosamente,

  2. Helton diz:

    Na hora de programar sua viagem para outro país o seguro internacional deve estar na lista de afazeres. Eles podem ser contratos em uma agência de viagens ou diretamente com alguma seguradora. Tudo irá depender do plano de seguro que foi fechado no contrato. O mais importante é garantir a sua assistência médica.

    • Jessica diz:

      Concordo plenamente, Helton!
      A assistência médica é, sem dúvidas, o item mais importante em viagens para o exterior. Às vezes na empolgação da viagem, esquecemos que lá fora não contaremos com os planos de saúde que temos aqui.

      Obrigada pela participação! =)

Estamos com sobrecarga de dúvidas, sem conseguir responder todos. Pedimos desculpas, estamos resolvendo isso no próximo mês! Até lá, use o campo Pesquisar ao lado direito para encontrar o assunto que precisar ;)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *