Tabela FIPE é real?

Tabela fipe é realSaiba se o valor médio da Tabela FIPE pode ser considerado “real”e qual as vantagens e desvantagens de sua utilização pelo seguro de carro

Muitas pessoas questionam se o valor médio da Tabela FIPE é real, ou seja, se ele realmente serve como referência para compra e venda de veículos. Como a grandíssima maioria das seguradoras utilizam essa tabela como referência para o pagamento da indenização do seguro de carro, também surge a dúvida se há vantagens e desvantagens para o segurado em utilizá-la no seguro.

Neste post responderemos essas questões falando um pouquinho sobre os critérios estatísticos divulgados pela Tabela FIPE e como eles se refletem no cotidiano do consumidor. Vamos lá?

Como é calculada a Tabela Fipe?

Antes de discutirmos se a Tabela Fipe reflete ou não a realidade, é importante entender como ela funciona. E vale ressaltar: é bastante difícil encontrar informações sobre como a Tabela Fipe é efetivamente calculada.

Para facilitar o acesso a essas informações fizemos uma apanhado de dados no site da Fipe e resumimos tudo para você. O resultado você confere neste outro post: “Como é calculada a Tabela Fipe?”.

Os preços médios da Tabela Fipe expressam a realidade?

Para entender se os critérios da pesquisa pela Fipe são válidos e realmente são uma boa aproximação da realidade seria necessário uma discussão mais técnica de estatística. Como seria uma discussão bem chatinha para quem não gosta de matemática, tentaremos fazer esse debate de uma maneira mais interessante e didática mesmo para quem não leva jeito com os números. Vamos lá?

Em um palavra: Sim.
A Tabela Fipe é uma boa aproximação da realidade do mercado de automóvel nacional

A Tabela Fipe nada mais é do que uma estatística. A estatística trabalha com amostras as quais procuram representar características do “todo“. Vamos ver um exemplo para ficar mais fácil de entender:

Suponha que uma escola tem 3.000 alunos e você queira saber se a maioria dos alunos dessa escola gostam de bolo. Há duas formas de você descobrir: 1) Você pode perguntar um a um (o que daria um trabalhão!) ou 2) Escolher uma amostra significativa, por exemplo de 500 alunos, e a partir dessa amostra estimar o comportamento dos 3.000 alunos totais.

É isso que a Tabela Fipe faz para os preços dos carros no Brasil. A amostragem utilizada para construção da Tabela Fipe é enorme: são mais de 125 mil cotações de automóveis em centenas de diferentes lojas de 24 estados brasileiros. Isso faz com que o resultado final seja estatisticamente significativo e relevante para o mercado nacional.

Como falamos neste vídeo isso significa que com o valor médio de um carro na Tabela Fipe você consegue comprar um veículo equivalente na maioria dos estados do Brasil.

Pode haver desvios na média por estado, região e cidade

Quando dizemos que a Tabela Fipe é uma boa aproximação nacional é preciso entender: A Tabela Fipe é uma média da realidade geral de todo o Brasil, o que não necessariamente quer dizer que ela seja a melhor representação dentro de universos menores, por exemplo estados, regiões ou cidades específicas.

Vamos ver um exemplo: Imagine que os Brasil está em eleições para Presidente, com disputa entre o candidato X e o candidato Y. Após a apuração total das urnas (ou seja, apuração nacional) verifica-se que o candidato X ganhou. Porém, se você olhar o resultado dentro de cada estado, poderá ter resultados diferentes, com vitória do candidato Y. O que vale no final é o resultado nacional, mas ele não necessariamente reflete as realidades dos estados.

Cotação Seguro Carro - 2

No caso da Tabela Fipe e os preços dos carros isso também pode ocorrer. Numa determinada cidade o veículo HB20 está “na moda” e com isso, dentro daquela cidade, o preço do HB20 pode estar acima da média nacional. Ou seja, dentro daquela cidade há um “desvio” em relação ao restante do país.

Isso significa que apesar de a Tabela Fipe representar sim uma média nacional, ela ainda assim está sujeita a distorções conforme se “afunila” o espaço da pesquisa: os preços médios por estado, regiões ou cidades tem chances de serem um pouco diferente dos preços médios nacionais, pois dentro de espaços menores podem haver “exceções” ou “desvios” de comportamento que ficam “diluídos” na amostra nacional.

Podem haver variações bruscas ao longo do tempo

Outro ponto a se ressaltar é que a Tabela Fipe de um mês é sempre preparada alguns dias antes. Se por alguma razão um modelo de carro sofre uma variação brusca de preço (para cima ou para baixo) isso pode não ser captado pela Tabela Fipe daquele mês, já que ela foi feita com dados de período anterior. Há um “lag” – ou uma “diferença temporal” – que pode não ser captada pelo valor médio.

Isso tanto é verdade que já há sugestão de a Tabela Fipe, ao invés de ser feita mensalmente, passar a ser feita quinzenalmente ou até semanalmente, aumentando as chances de captar essas oscilações e tornando seus valores ainda mais representativos.

 Apesar dos pesares, a Tabela Fipe continua sendo útil

Apesar de todas essas ponderações, os preços médios da Tabela Fipe continuam sendo úteis e importantes tanto para compra/venda de veículos quanto para o seguro.

Tabela Fipe com base para compra e venda

Para compra e venda de veículos a Tabela Fipe serve como “termômetro”, ou seja, para ver se o valor pedido pelo carro está muito acima ou muito abaixo da média nacional.

  • Se o valor está muito acima da Tabela Fipe, é importante checar por quê. O veículo tem opcionais não originais de fábrica (rodas, som, kits multimídias, etc.) que realmente o tornam acima da média? Ele está muito mais conservado ou com quilometragem muito baixa se comparado a outros veículos equivalentes? Está “na moda” na região onde você vive? …Ou estão pedindo acima do que ele realmente vale?
  • Se o valor está muito abaixo da Tabela Fipe, também é importante checar por quê. O veículo está em mal estado de conservação? O veículo sofreu algum sinistro de grande monta ou remarcação de chassi que possa tê-lo desvalorizado? Está “fora de moda” na região onde você vive? …Ou é uma boa oportunidade de negócio que não pode ser desperdiçada?

Nesse sentido, com a referência da Tabela Fipe você consegue ter uma base para negociar tanto a venda quanto a compra de um veículo, ainda que não exatamente pelo valor da Fipe.

Tabela Fipe como base para o seguro de carro

Para o seguro a Tabela Fipe também é muito importante para evitar arbitrariedades. Isso está previsto na Lei, que determina que a indenização não pode ser feita com valores “aleatórios”.

  • A SUSEP, que é o órgão que regulamenta o mercado de seguros, determina na Circular SUSEP 389 que as seguradoras são obrigadas a usar tabelas “divulgadas em revistas especializadas, jornais especializados ou por meio eletrônico, desde que elaborada por instituição de notória competência”. A Tabela Fipe atende esses critérios.

Em termos de valores da indenização, a Tabela Fipe também é importante, ainda que seja necessário algumas ponderações:

  • Recebendo indenização integral no valor médio da Tabela Fipe, o segurado é capaz de comprar um veículo equivalente na maioria dos estabelecimentos no território nacional.
  • Desta forma o seguro cumpre sua função, que é a de repor o bem segurado.

Porém, vale a ponderação…

Eu, particularmente, acho que o mais adequado seria haver uma “Tabela Fipe por estados” ou “Tabela Fipe por regiões metropolitanas” (e não apenas de nível nacional), divulgada e formalizada. Como a taxação do preço do seguro utiliza o CEP e região de circulação, seria justo que a indenização também levasse em conta as variações de preços dos carros entre os estados e regiões. Certamente seria mais difícil para as seguradoras, pois uma mudança assim acarretaria mudanças na taxação, nos sistemas de cálculos, nos contratos etc.

Mas por hora, o fato de a Tabela Fipe não divulgar os dados em níveis regionais ou estaduais torna essa proposta apenas ilusão. Quem sabe um dia cheguemos lá?

Cotação Seguro Carro

Sobre Jessica

Formada em Ciências Econômicas (UNICAMP), com MBA Executivo em Trends Innovation (Inova Business School), atualmente faz extensão universitária em Direito e Economia (UNICAMP). É desenvolvedora da Muquirana Seguros Online, projeto inovador focado no atendimento humanizado por meio da internet. Atua como Gestora na DM4 Corretora de Seguros, associada do Grupo Exalt, maior grupo de corretores de Campinas e Região.
Adicionar aos favoritos o permalink.

One Response to Tabela FIPE é real?

  1. Pingback: Como é calculada a Tabela Fipe? | Muquirana Corretora de Seguros

Escreva sua dúvida! Pedimos apenas uma gentileza: procure ser breve, pois são muitas dúvidas todos os dias! :)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *