Vídeo sobre problemas do seguro obrigatório DPVAT

Assista vídeo com lista de 5 problemas relacionados ao seguro obrigatório DPVAT!

No vídeo desta semana preparamos uma análise com 5 tópicos que consideramos prejudiciais na maneira como o seguro obrigatório DPVAT é regulamentado atualmente.

  1. Com a mudança na legislação em 2007, o limite de indenização que antes era previsto em múltiplos de salários-mínimos passou a ser de um valor absoluto fixo menor.
  2. O valor absoluto estipulado em 2007 não sofreu correção monetária desde então, fazendo o valor deste teto ser corroído pela inflação a cada ano e ficando menor a cada ano em termos reais.
  3. O DPVAT só pode ser comercializado por uma única seguradora, constituindo um monopólio. Isso faz com que os cidadãos não possam escolher pelas empresas de sua preferência e compromete a qualidade do serviço.
  4. O preço do seguro obrigatório é alto frente a baixa cobertura oferecida. Sem possibilidade de escolha por outras empresas devido à reserva de mercado instituída pelo monopólio, o consumidor não tem escolha a não ser pagar mais caro.
  5. A falta de opções e informações sobre o DPVAT fez nascer um “mercado negro” de intermediários não habilitados, que se oferecem para “facilitar” o recebimento de indenizações e reembolsos em troca de parte dos valores.

Finalizamos o vídeo com alguma sugestões do que poderia ser feito para melhorar este cenário.

Assista o vídeo abaixo para maiores detalhes! Aproveite e se inscreva em nosso canal ;)

Cotação Seguro Carro
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Jessica

Economista (Unicamp), especialista em Direito e Economia (Unicamp), com MBA Executivo em Tendências de Inovação (Inova Business School), atualmente cursa Programa Avançado em Data Science e Decisão (Insper). É desenvolvedora da Muquirana Seguros Online, Maior Tira-Dúvidas Gratuito sobre Seguros da Internet e da Youcons, plataforma inteligente de consórcios; Diretora comercial na DM4 Corretora de Seguros; Professora na extensão universitária em Direito e Economia da UNICAMP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *