Como funciona seguro de câmera fotográfica? É barato?

Como funciona o seguro de câmera fotográfica?

Conheça as coberturas do seguro de câmera fotográfica: como funciona? Precisa de nota fiscal? É barato? Confira agora mesmo!

A procura pelo seguro de câmera e filmadoras tem crescido tanto entre profissionais do ramo quanto amadores. Não é à toa: quando levamos a câmera para tudo quanto é lado, ela fica mais exposta a riscos e é preciso protegê-la. O seguro é uma das principais formas de proteção.

No post de hoje explicaremos em detalhe o funcionamento deste seguro, da contratação à indenização. Também falaremos sobre a necessidade da nota fiscal e como anda seu preço.

Aproveite para cotar e contratar diretamente online seu seguro de câmera e lentes! :)

Cotar seguro smartphone e seguro câmera

Seguro de câmera fotográfica

As informações deste post são referentes ao seguro de câmera da seguradora Porto Seguro. Para outras seguradoras, recomendamos solicitar ajuda do corretor da apólice.

Como funciona?

Contratação

No momento da contratação, o consumidor deve informar o valor de aquisição da câmera conforme consta na nota fiscal. Nos seguros de câmera a seguradora não aplica depreciação. Portanto, este valor de aquisição será exatamente o Limite Máximo de Indenização (LMI).

O LMI é o teto máximo que a seguradora garante de cobertura.

Com LMI definido, o segurado poderá escolher quais coberturas contratar, fazendo uma apólice sob medida. Abaixo listamos as coberturas disponíveis.

É também nesse momento que o segurado informa se deseja cobertura para acessórios, como lentes.

A partir do orçamento, o corretor faz a proposta. Ao transmiti-la, a câmera já fica coberta.

Sinistro (indenização)

Em caso de sinistro, é necessário verificar se a cobertura acionada tem ou não franquia.

Se houver, o segurado paga a franquia e a seguradora cobre a diferença. Se não houver, a seguradora cobre integralmente os prejuízos.

Para recebimento da indenização é necessário o envio dos documentos solicitados pela companhia. Dentre esses documentos, sempre estará a nota fiscal (ou comprovante equivalente), como veremos a seguir.

Nota fiscal é obrigatória

É necessário ter nota fiscal da câmera e acessórios em nome do segurado. No momento da contratação não é exigida nota fiscal, porém em eventual sinistro, sim. O pagamento da indenização só é liberado mediante envio da nota.

Caso o segurado não tenha nota fiscal, a seguradora também aceita esses outros comprovantes: cupom fiscal ou recibo de compra/venda autenticado em cartório ou invoice ou comprovante de importação em papel timbrado e carimbado pela importadora.

Na falta de pelo menos um desses comprovantes de aquisição, recomenda-se não contratar o seguro, pois na ocorrência de sinistro a cobertura será negada por falta de documentos.

Quais as coberturas?

As coberturas do seguro de câmera fotográfica são as seguintes:

  • Danos físicos (cobertura básica obrigatória): Danos físicos ocasionados por incêndio, queda de raio, impacto de veículos ou na tentativa de roubo.
  • Subtração do bem (cobertura opcional): Quando seu equipamento é subtraído sob ameaça direta ou após um arrombamento (exceto se o aparelho for deixado em um veículo).
  • Danos elétricos (cobertura opcional): Danos causados por descargas elétricas, oscilações de energia e curtos circuitos.
  • Danos por água ou líquido (cobertura opcional): Danos causados de maneira acidental e involuntária por água ou qualquer substância líquida.
  • Garantia internacional (cobertura opcional): Extensão das garantias contratadas para sinistros ocorridos fora do Brasil.
  • Perda ou pagamento de aluguel (cobertura opcional): Reembolso ao locatário ou pagamento do valor do aluguel ao proprietário do equipamento para danos devidamente cobertos.

No momento da contratação, o segurado informa quais dentre as coberturas opcionais deseja incluir na apólice. A única obrigatória é a cobertura de danos físicos.

Vale ressaltar que na cobertura de subtração de bem não há cobertura para furto simples, desaparecimento inexplicável ou simples extravio.

É barato?

O seguro de câmera fotográfica integra a modalidade de seguro de equipamentos portáteis. Esta modalidade abrange itens como celulares, tablets, notebooks, etc.

Dentro desta categoria, o seguro de câmera é aquele com a menor tarifa e, logo, menor preço. Se comparado ao valor da câmera em si, o seguro também costuma ter ótimo preço.

Recomendamos fazer sua cotação para conferir! :D


E você, está no grupo de apaixonados por fotografia? Se sim, hi-five!!! \o/

Aproveite para cotar e contratar diretamente online o seguro de sua câmera fotográfica!

Cotar seguro smartphone e seguro câmera

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Jessica

Economista (Unicamp) e Corretora (ENS), especialista em Direito e Economia (Unicamp), com MBA Executivo em Tendências de Inovação (Inova Business School),é desenvolvedora da Muquirana Seguros Online, Maior Tira-Dúvidas Gratuito sobre Seguros da Internet e Diretora na DM4 Corretora de Seguros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.