Diferença entre LMG e LMI no seguro: como funciona?

Diferença entre LMG e LMI no seguro: como funciona?

Tem um seguro empresarial ou RC e se deparou com os termos “LMG” e “LMI”? Confira aqui o que são e como funcionam esses limites!

É muito comum empresas contratarem seguros do tipo empresarial (para o imóvel e seu conteúdo) e de responsabilidade civil (para danos a terceiros e/ou empregados). Nesses tipos de seguro os termos “Limite Máximo de Garantia” (LMG) e “Limite Máximo de Indenização” (LMI) estão sempre presentes e requerem muita atenção do segurado.

No post de hoje explicaremos o que são e como funcionam o LMG e o LMI com exemplos.

Aproveite para cotar seu seguro empresarial ou seu seguro RC com a gente! :D

Cotar seguro empresarial:
Cotar Seguro Empresarial – Seguro Empresa

Cotar seguro responsabilidade civil:
cotar seguro rc profissional

LMG e LMI nos Seguros

LMG versus LMI

O Limite Máximo de Garantia (“LMG”) diz qual o teto máximo de cobertura da apólice como um todo.

Já o Limite Máximo de Indenização (“LMI”) informa o teto máximo de cada cobertura individualmente.

Na ocorrência de sinistro, os prejuízos cobertos estão limitados ao LMI da respectiva cobertura que for acionada. Se mais de uma cobertura é acionada para um mesmo sinistro, a soma dos prejuízos cobertos em todas coberturas é limitado à LMG da apólice.

Exemplos

Para entender melhor, fizemos três exemplos ilustrados na imagem abaixo.

Vejamos em detalhe:

Apólice tem LMG de 1.000.000 reais. Ela é constituída de três coberturas, a cobertura “A” com LMI de 500.000, cobertura “B” com LMI de 500.000 e cobertura “C” com LMI de 500.000.

Exemplo 1:

Ocorre um sinistro que requer o acionamento de todas as coberturas A, B e C.

Após apuração, seguradora constatou prejuízos de 500.000 reais em cada cobertura.

O LMI de cada cobertura individualmente é 500.000, portanto, os prejuízos estão dentro do LMI de cada cobertura.

O LMG da apólice como um todo é de 1.000.000 reais. Porém, somando todos os prejuízos (500.000 + 500.000 + 500.000) temos um prejuízo total de 1.500.000. O prejuízo total ultrapassou em 1.500.000 – 1.000.000 = 500.000 reais o LMG.

O segurado deverá pagar as respectivas franquias e arcar particularmente com os 500.000 reais que ultrapassaram a LMG.

Exemplo 2:

Ocorre um sinistro que requer o acionamento de todas as coberturas A, B e C.

Após apuração, seguradora constatou prejuízos na ordem de 250.000 para cobertura A, 500.000 para cobertura B e 250.000 para cobertura C.

O LMI de cada cobertura individualmente é de 500.000, portanto, os prejuízos estão dentro de cada cobertura.

O LMG como um todo é 1.000.000 reais. Somando todos os prejuízos (250.000 + 500.000 + 250.000) temos um prejuízo total de 1.000.000 reais, que está dentro do LMG da apólice.

O segurado pagará apenas as franquias de cada cobertura, não havendo diferenças relacionadas aos limites de cobertura.

Exemplo 3:

Ocorre um sinistro que requer acionamento das cobertura A e B.

Após apuração, seguradora constatou prejuízos na ordem de 250.000 na cobertura A e 750.000 na cobertura B.

O LMI de cada cobertura individualmente é 500.000 reais. Neste caso, os prejuízos de A estão dentro da LMI, mas os prejuízos de B ultrapassaram a LMI em 750.000 – 500.000 = 150.000 reais.

O LMG da apólice é 1.000.000 reais. Somando todos os prejuízos (250.000 + 750.000) temos um prejuízo total de 1.000.000 reais, que está dentro da LMG.

O segurado pagará a franquia de cada cobertura e deverá arcar particularmente com o excedente de 250.000 reais que ultrapassou o LMI da cobertura B.

Como aparece nas apólices

Sempre que houver LMG e LMI, a informação constará obrigatoriamente no orçamento, proposta e apólice de seguro. Abaixo você confere exemplo de uma apólice de RC Operações da seguradora AIG. Veja que ela tem um LMG de 200.000 e um LMI de 200.000 para cada cobertura.

Por que isso é relevante?

A escolha da LMG e da LMI são de extrema importância principalmente para os casos de sinistros de grandes proporções. Se no momento da contratação o risco tiver sido subestimado, o segurado poderá ter que absorver parte dos prejuízos por terem ultrapassado o LMI ou o LMG.

Há seguradoras que não permite escolher o LMG, definindo um valor fixo a partir das LMI escolhidas pelo cliente. Mas há outras que permitem arbitrar esses valores.

A orientação é sempre escolher esses valores com atenção. Uma dica é imaginar qual seria o pior cenário possível (dentro do razoável, é claro). Considere primeiro qual o prejuízo máximo esperado dentro de cada cobertura para definir as LMI e depois avalie se há risco de algumas coberturas serem acionadas simultaneamente (por ex., vendaval e danos elétricos) para determinar uma boa LMG.


E você, já sabia desses detalhes todos? Já deu uma checada em como está seu seguro empresarial ou RC?

Aproveite para cotar seu seguro empresarial ou seu seguro RC com a gente! :D

Cotar seguro empresarial:
Cotar Seguro Empresarial – Seguro Empresa

Cotar seguro responsabilidade civil:
cotar seguro rc profissional

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Jessica

Economista (Unicamp) e Corretora (ENS), especialista em Direito e Economia (Unicamp), com MBA Executivo em Tendências de Inovação (Inova Business School),é desenvolvedora da Muquirana Seguros Online, Maior Tira-Dúvidas Gratuito sobre Seguros da Internet e Diretora na DM4 Corretora de Seguros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.