Falta de peças: como fica o seguro de automóvel?

Falta de peças: como fica o seguro de automóvel?

Carro sofreu colisão, foi para oficina, acionou o seguro e então… FALTA DE PEÇAS! Como funciona o seguro nessas situações? Saiba já aqui!

Recebemos a seguinte dúvida da Paula, inscrita do nosso canal no Youtube:

“Olá! Meu carro, foi roubado e recuperado, mas está no conserto já faz 4 meses! Não estão encontrando peças! O que eu faço?? Posso pedir o valor da Tabela FIPE? Quanto tempo eles são obrigado a me entregar o carro?”

No post de hoje trataremos sobre esse assunto, falando sobre soluções alternativas oferecidas pelas seguradoras quando ocorre falta de peças.

Aproveite para cotar seu seguro de automóvel com a gente! :D

cotar-seguro-auto-2021

Seguro Auto e Falta de Peças

Quando o veículo vai para a oficina em um sinistro de perda parcial, normalmente ele é reparado entre 03 à 20 dias, a depender da gravidade e complexidade dos danos. Porém, um fator pode atrasar e muito isso: a falta de peças.

Infelizmente esse tipo de entrave se tornou bem mais comum nos últimos meses com a crise de suprimentos na cadeia de produção automotiva, que tem levado diversas montadoras a parar suas operações. Consequentemente, estamos vivendo um contexto de constante falta de peças automotivas, sem perspectiva de melhora no curto prazo.

Algumas marcas sofrem mais que outras. Temos observado que as mais populares no Brasil tem tido menos dificuldades deste tipo, enquanto outras menos vendidas tem maiores entraves.

Se o seguro foi acionado para fazer o reparo do dano, como fica a seguradora num caso assim? Quais as alternativas oferecidas por ela? Vamos explorar tudo isso logo abaixo.

Alternativas do seguro para falta de peças

Se o veículo segurado sofre sinistro de perda parcial e durante o reparo é verificada falta de peças, há duas alternativas possíveis oferecidas pela seguradora:

  • Utilizar peças não genuínas
  • Fazer acordo com indenização do valor das peças em dinheiro

Vejamos cada um desses caminhos abaixo.

Peças não genuínas

Peças não genuínas são aquelas fabricadas pelo mesmo fabricante das peças originais, mas ofertadas no varejo sem a logomarca da montadora. São peças novas e originais, porém sem o logo ou símbolo.

Na falta de peças genuínas (com logomarca), a seguradora poderá propor o uso de peças não genuínas estocadas no varejo legal de peças.

Este é sempre o primeiro caminho sugerido pela seguradora num contexto de falta de peças, pois resolve o problema do segurado sem qualquer ônus.

Separei o trecho de uma cláusula contratual como exemplo desse caminho. São as Condições Gerais da seguradora Porto Seguro e podem ser encontradas em seu site. Os contratos das seguradoras são diferentes, por isso verifique sempre o contrato de sua seguradora.

Falta de peças: como fica o seguro auto?

Contudo, num contexto de forte falta de peças como o visto em 2021 e 2022 pode fazer com que até o estoque do varejo seja afetado e não só peças genuínas, mas também não genuínas fiquem em falta. Sendo este o caso, resta o caminho do acordo, abaixo.

Acordo com indenização em dinheiro

Quando a seguradora esgota os caminhos das peças genuínas e não genuínas, é possível que ela ou o segurado proponham um acordo: a seguradora indeniza o valor das peças necessárias em dinheiro. Assim o segurado pode adquirir peças não originais (recondicionadas) dentro dos padrões do INMETRO e da Lei do Desmanche; ou simplesmente deixar o carro parado e aguardar até ter peças disponíveis, quando terá o dinheiro para comprá-las.

O valor dessa indenização será baseado no orçamento da oficina, que deve sempre discriminar o orçamento de peças do orçamento da mão-de-obra.

Abaixo você confere exemplo de cláusula contratual da seguradora Porto Seguro sobre o tema. Novamente ressalto: as cláusulas variam entre seguradoras, por isso, sempre busque as Condições Gerias de sua seguradora.

Falta de peças: como fica o seguro automovel?

Posso pleitear perda total por falta de peças?

Há muitos anos atrás, acontecia de as seguradoras fazerem acordos nos quais a falta de peça levava à perda total com indenização integral do veículo.

Atualmente isso não ocorre mais, sendo muito, muito raro.

Algumas seguradoras como a Porto Seguro, por exemplo, até incluíram cláusula em seu contrato para se respaldar nesse tipo de situação, negando a garantia de perda total por falta de peças.

Falta de peças: como fica o seguro automóvel?

Isso ocorre principalmente porque o Código do Consumidor prevê que “Art. 32. Os fabricantes e importadores deverão assegurar a oferta de componentes e peças de reposição enquanto não cessar a fabricação ou importação do produto.”. Portanto, se o veículo ainda é fabricado, a falta de peças é considerada de responsabilidade do fabricante e não da seguradora. Com essa isenção de responsabilidade, ela não deseja assumir o prejuízo de uma perda total por culpa da montadora.

Se o segurado tem interesse nesse tipo de acordo, a recomendação é fazer a proposta e ver o que a seguradora responde. No entanto, ela pode ter cláusulas negativas desse tipo e trabalhar apenas com os dois caminhos que explicamos anteriormente.

E se não der acordo em nenhum caminho?

Em situações excepcionais pode acontecer de nenhuma das três alternativas exploradas anteriormente darem acordo entre seguradora e segurado. Sendo este o caso, a recomendação é que o segurado reúna os protocolos, e-mails e materiais ligados a toda negociação para então buscas as Pequenas Causas ou instrução de um advogado.

Neste outro post damos um passo a passo sobre quem cobrar e quem é responsável numa situação assim, para lhe ajudar caso precise ir para as Pequenas Causas ou num processo judicial.


E você, já sofreu alguma vez por falta de pelas para seu carro ou moto? Espero que não, porque é uma situação muito chata!

Aproveite para cotar seu seguro de automóvel com a gente! :D

cotar-seguro-auto-2021

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Jessica

Economista (Unicamp) e Corretora (ENS), especialista em Direito e Economia (Unicamp), com MBA Executivo em Tendências de Inovação (Inova Business School),é desenvolvedora da Muquirana Seguros Online, Maior Tira-Dúvidas Gratuito sobre Seguros da Internet e Diretora na DM4 Corretora de Seguros.

2 respostas para Falta de peças: como fica o seguro de automóvel?

  1. Viviane diz:

    Bateram na porta do meu carro e acionei o seguro, foi solicitado a porta e o emblema confortline do Fox porém a porta está com previsão semana que vem, já o emblema só daqui 2 meses, nesse caso será possível trocar a porta e só depois colar o emblema?

    • Jessica diz:

      Olá Viviane, tudo bom?

      Infelizmente não sei dizer qual o procedimento neste caso. Minha recomendação é questionar na oficina se é possível colocar o emblema posteriormente e seguir circulando com o veículo até ele chegar. Caso seja possível, é importante notificar a seguradora para que saibam que o sinistro continua em aberto apenas aguardando o emblema.

      Desculpe não poder ajudar com maiores informações.
      Torço para que dê tudo certo!

      Abraços

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.