Pro-rata e prazo curto: diferença no seguro auto

Pro-rata e prazo curto: diferença no seguro auto

Seguro cancelado e não sabe se o cálculo de devolução será feito pro-rata ou a prazo curto? Entenda já o que são esses dois métodos e quando cada um é usado!

Sempre que um seguro de automóvel é cancelado, é feito cálculo para verificar se há alguma restituição de valores ao segurado ou para saber quantos dias de cobertura ele tem direito pelo que pagou. Para isso existem dois métodos diferentes de cálculo: aquele com base no pro-rata temporis e aquele com base na Tabela de Prazo Curto.

No post de hoje explicaremos como funcionam esses dois métodos e em quais situações cada um deles é aplicado.

Aproveite para cotar seu seguro de automóvel com a gente! :D

cotar-seguro-auto-2021

Pro-rata versus Prazo Curto no seguro

Quando é pró-rata e quando é prazo curto?

Pró-rata e prazo curto são métodos de cálculo de restituição de prêmio (preço) para o segurado quando o seguro é cancelado. Também podem ser usados para calcular quantos dias de cobertura o segurado tem direito conforme o que pagou.

São métodos totalmente diferentes entre si, como veremos logo abaixo. Por isso é importante saber quando cada um deles é aplicado:

  • Pró-rata: É usado quando o cancelamento é feito a pedido da seguradora. Serve para calcular quanto o segurado tem a receber de volta ou quantos dias de cobertura tem direito pelo que pagou. Esse método nunca é utilizado quando o pedido de cancelamento parte do próprio segurado.
  • Prazo Curto: É o método mais comum, sendo usado em duas situações:
    • Quando o cancelamento do seguro é feito a pedido do segurado, calculando qual o valor de restituição (se houver).
    • Quando o seguro é cancelado por falta de pagamento, calculando quantos dias de cobertura o segurado tem direito de acordo com o que pagou antes do cancelamento.

Diferença entre Pró-Rata e Prazo Curto

Pro-rata quer dizer “proporcionalmente” ou “divisão proporcional”. No caso do seguro o termo mais correto é “pro-rata temporis”, que significa “proporcionalmente ao tempo”.

Quando um seguro é cancelado e o cálculo de restituição é feito com base pro-rata temporis, a seguradora restituí ao segurado o valor proporcional ao tempo de cobertura não utilizado.

Exemplo 1: Imagine que um segurado contratou uma apólice de 01 ano e pagou o prêmio (preço) à vista. Apesar de a apólice ter duração de 365 dias, ela foi cancelada no 120º dia. Fazendo os cálculos, vemos que o segurado não utilizou 365 – 120 = 245 dias. Em percentual, esses 245 representam 245 / 365 = 0,67 = 67%. Portanto, com base no cálculo pró-rata temporis, o segurado terá devolução de 67% do prêmio pago à vista.

Prazo Curto é um método diferente do pro-rata, pois não faz o cálculo proporcional, mas sim o cálculo com base numa tabela chamada “Tabela de Prazo Curto”.

A tabela de prazo curto trás de um lado o número de dias que o segurado teve de cobertura e do lado direito o percentual do prêmio devido por esses dias. Veja abaixo.

Para entender em detalhes o uso desta Tabela, recomendo fortemente a leitura deste outro post: “Como funciona a Tabela de Prazo Curto?”. Mas vou tentar resumir com exemplos abaixo.

Como vimos anteriormente, o método de Prazo Curto pode ser usado para calcular a devolução por pedido de cancelamento do segurado ou para calcular o número de dias de cobertura após cancelamento por inadimplência. Vejamos cada um deles.

Exemplo 2: Cancelamento a pedido do segurado

Segurado fez um seguro de automóvel no valor de 1.000 reais em 4 x 250. No terceiro mês havia pago 03 parcelas e decidiu cancelar o seguro.

Quanto ele pagou? Ao todo ele pagou 3 x 250 = 750 reais.

Quanto ele deveria pagar pela Tabela de Prazo Curto? Contando o número de dias de cobertura que ele teve nos 3 meses, foram 90 dias. Olhando na Tabela, vemos que 90 dias equivalem ao pagamento de 40% do seguro. Como o seguro custou ao todo 1.000 reais, pela Tabela ele deveria pagar 40% x 1.000 = 400 reais.

Qual a devolução? Ele pagou 750 reais, mas pela Tabela deve pagar 400. Portanto, a devolução será de 750 – 400 = 350 reais.

A seguradora fará a devolução deste valor por meio de crédito em conta corrente ou, se o cliente não tiver conta, uma ordem de pagamento na sucursal mais próxima.

Exemplo 3: Cancelamento por falta de pagamento

Segurado fez um seguro de 1.000 reais em 4 parcelas de 250. Ele pagou 2 parcelas, mas esqueceu de pagar da 3ª em diante. Ele não regularizou os pagamentos em tempo e o seguro foi cancelado por inadimplência.

No 65º dia seu carro sofreu um colisão. E agora? Com o seguro cancelado, mas com algumas parcelas pagas, ele terá ou não cobertura? Dependerá da Tabela de Prazo Curto!

Quanto ele pagou? O segurado pagou 2 parcelas 250 = 500 reais. Como o seguro custou ao todo 1.000 reais, em percentual ele pagou 500 / 1.000 = 0,5 = 50%.

Quantos dias de cobertura a Tabela de Prazo Curto prevê? Olhando a Tabela, vemos que 50% de pagamento equivalem a 120 dias de cobertura.

Haverá cobertura? O sinistro ocorreu no 65º dia e, pela Tabela, o segurado estaria coberto até o 120º dia. Portanto, ainda que a apólice tenha sido cancelada por falta de pagamento, este sinistro em específico terá cobertura. Se tivesse ocorrido do dia 121 em diante, estaria descoberto.

Como fazer os cálculos?

Se você pediu cancelamento do seu seguro de automóvel ou outro ramo patrimonial, pode usar nosso aplicativo gratuito para ajudar a fazer e conferir as contas: o CancelaFácil (clique aqui para usar).


E você, já precisou cancelar seu seguro alguma vez? Ou teve o seguro cancelado por inadimplência? Agora você sabe como conferir os cálculos e garantir seus direitos! ;)

Aproveite para cotar seu seguro de automóvel com a gente! :D

cotar-seguro-auto-2021

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Jessica

Economista (Unicamp) e Corretora (ENS), especialista em Direito e Economia (Unicamp), com MBA Executivo em Tendências de Inovação (Inova Business School),é desenvolvedora da Muquirana Seguros Online, Maior Tira-Dúvidas Gratuito sobre Seguros da Internet e Diretora na DM4 Corretora de Seguros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.