Quem paga colisão no cruzamento?

Quem paga colisão em cruzamento?

Foi envolvido em colisão de veículos num cruzamento e não sabe ao certo quem deve acionar o seguro? Confira já aqui!

Nosso visitante Bruno nos enviou a seguinte questão:

“Olá, sou Bruno! Quero tirar uma dúvida. Eu estava parado no pare (na esquina) porque vinha um veículo “A”. Era cruzamento, então veio um senhor em seu veiculo “B”, em direção contrária à minha e não parou, colidiu com veículo “A” e esse veículo “A” me atingiu. O único que tem seguro é o veículo “A”. O seguro dele cobre o meu carro?”

No post de hoje responderemos a questão do Bruno e falaremos sobre como fica a cobertura do seguro em diversos tipos de colisões em cruzamento.

Aproveite e peça cotação do seu seguro de automóvel com a gente! :D

cotar-seguro-auto-2021

Seguro e Colisões em Cruzamentos

Sempre que ocorre uma colisão veicular, aquele que causou o acidente é responsável pelo danos ao veículo dele próprio e dos demais envolvidos. Se ele tem seguro com cobertura para terceiros, pode acioná-lo até o limite de cobertura contratado. Se ele não tem seguro para terceiros, precisa arcar com os prejuízos particularmente.

Portanto, tudo depende de quem é o culpado e se esta pessoa tem ou não seguro para terceiros.

Abaixo separamos as três situações mais comuns em cruzamentos. O caso do Bruno se enquadra no Exemplo nº 3.

Colisão em Cruzamento com 02 carros

Exemplo 1: Carro Vermelho atravessa o PARE e é atingido pelo carro Azul. Carro Vermelho é responsável pela colisão.

  • Se carro Vermelho (causador) tiver seguro com cobertura para terceiros, poderá acioná-la até o limite máximo de indenização contratado.
  • Se carro Vermelho (causador) não tiver seguro, precisará ressarcir os prejuízos do carro azul com recursos próprios.

Se o carro Azul tiver seguro próprio, pode optar por acioná-lo para consertar seu próprio carro. Neste caso acontece o seguinte:

  • Se carro Azul (vítima) dá perda parcial, é possível o conserto. Ele pagará a franquia obrigatória independente de ser vítima. A seguradora cobrirá a diferença acima da franquia. Posteriormente, o proprietário do carro Azul poderá solicitar ao motorista Vermelho o ressarcimento da franquia. A seguradora poderá contatar o motorista Vermelho para solicitar o ressarcimento da parte coberta por ela.
  • Se o carro Azul (vítima) dá perda total, ocorre indenização integral. Neste caso o proprietário do carro Azul não precisa pagar franquia e recebe a indenização do seguro. Posteriormente, a seguradora poderá procurar o motorista do carro Vermelho para solicitar ressarcimento da indenização coberta.
Quem paga colisão em cruzamento?
Exemplo 1

Exemplo 2: Carro Vermelho cruza a pista no trecho pontilhado e colide com carro Azul. Carro vermelho é responsável pela colisão pois quem vai cruzar a pista deve dar preferência a quem vem na via contrária.

Valerão as mesmas informações que explicamos no Exemplo 1.

Quem paga colisão em cruzamento?
Exemplo 2

Colisão em Cruzamento com mais de 02 carros

Assim como no caso do Bruno, colisões em cruzamentos podem envolver mais de 02 carros. Geralmente isso ocorre quando a primeira colisão projeta um dos carros contra um terceiro. Vamos ver um exemplo.

O caso do Bruno se enquadra neste exemplo.

Exemplo 3: Carro Amarelo estava parado no PARE. Carro Azul estava passando na preferencial. Carro Vermelho veio, colidiu com carro Amarelo e o projetou contra o carro Azul.

Carro Vermelho é responsável pelos danos tanto ao carro Amarelo quanto ao carro Azul. Neste caso:

  • Se carro Vermelho (causador) tiver seguro com cobertura para terceiros, poderá acioná-la para cobrir ambos os carros das vítimas. O seguro cobrirá até o limite máximo de indenização contratado. Caso os prejuízos ultrapassem esse teto, a diferença fica a encargo do segurado causador.
  • Se carro Vermelho (causador) não tiver seguro, deverá arcar com os prejuízos usando recursos próprios.

O carro Amarelo ou Azul podem optar por acionar seus próprios seguros, casos tiverem. Neste caso:

  • Se carro da vítima dá perda parcial, é possível o conserto. Ele pagará a franquia obrigatória independente de ser vítima. A seguradora cobrirá a diferença acima da franquia. Posteriormente, o segurado (vítima) poderá solicitar ao motorista Vermelho o ressarcimento da franquia. A seguradora poderá contatar o motorista Vermelho para solicitar o ressarcimento da parte coberta por ela.
  • Se o carro da vítima dá perda total, ocorre indenização integral. Neste caso a vítima não precisa pagar franquia e recebe a indenização do seguro. Posteriormente, a seguradora poderá procurar o motorista do carro Vermelho para solicitar ressarcimento da indenização coberta.

O Carro Amarelo ou azul podem ter seguro com cobertura de danos a terceiros, porém não poderão acioná-las neste caso em específico. A cobertura de terceiros só é válida para sinistros nos quais o segurado se considere culpado e, além disso, a análise da seguradora confirme sua culpa.

Quem paga colisão em cruzamento?
Exemplo 3

E quando a culpa não é clara?

Existem exceções para o que descrevemos acima. Há situações em que as circunstâncias não permitem dizer quem foi culpado de pronto, por serem muito confusas ou por ambos os envolvidos terem cometido alguma infração ao mesmo tempo.

Nesses casos existem as seguintes possibilidades:

  • Ambos assumem que estavam errados:
    • Se não tiverem seguro, cada um arca com seus próprios prejuízos.
    • Se tiverem seguro, cada um aciona seu próprio seguro.
    • Não é possível que os dois acionem a cobertura de terceiro um para o outro.
  • Não há acordo entre os envolvidos:
    • Se não tiverem seguro, busca-se solução nas Pequenas Causas ou por meio de processo judicial com ajuda de um advogado.
    • Se tiverem seguro, acionam seu próprio seguro e posteriormente suas seguradoras decidem o que fazer.

Código de Trânsito Brasileiro

As informações acima são baseadas no Código de Trânsito Brasileiro, artigos:

Art. 29. O trânsito de veículos nas vias terrestres abertas à circulação obedecerá às seguintes normas:
  I – a circulação far-se-á pelo lado direito da via, admitindo-se as exceções devidamente sinalizadas;
II – o condutor deverá guardar distância de segurança lateral e frontal entre o seu e os demais veículos, bem como em relação ao bordo da pista, considerando-se, no momento, a velocidade e as condições do local, da circulação, do veículo e as condições climáticas;
  III – quando veículos, transitando por fluxos que se cruzem, se aproximarem de local não sinalizado, terá preferência de passagem:
a) no caso de apenas um fluxo ser proveniente de rodovia, aquele que estiver circulando por ela;
b) no caso de rotatória, aquele que estiver circulando por ela;
c) nos demais casos, o que vier pela direita do condutor;
(…)
VII – os veículos destinados a socorro de incêndio e salvamento, os de polícia, os de fiscalização e operação de trânsito e as ambulâncias, além de prioridade de trânsito, gozam de livre circulação, estacionamento e parada, quando em serviço de urgência e devidamente identificados por dispositivos regulamentares de alarme sonoro e iluminação vermelha intermitente, observadas as seguintes disposições
(…)
d) a prioridade de passagem na via e no cruzamento deverá se dar com velocidade reduzida e com os devidos cuidados de segurança, obedecidas as demais normas deste Código;


E você, alguma vez já se envolveu em colisão num cruzamento? Foi fácil ou difícil identificar o culpado?

Aproveite para cotar seu seguro de automóvel com a gente! :D

cotar-seguro-auto-2021

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Jessica

Economista (Unicamp) e Corretora (ENS), especialista em Direito e Economia (Unicamp), com MBA Executivo em Tendências de Inovação (Inova Business School),é desenvolvedora da Muquirana Seguros Online, Maior Tira-Dúvidas Gratuito sobre Seguros da Internet e Diretora na DM4 Corretora de Seguros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.