Seguro automóvel e garagem: como responder corretamente

Seguro automóvel e garagem: como responder corretamente?

O seguro auto sempre pergunta sobre garagem na residência, local de trabalho e estudo. Como responder corretamente? Confira já aqui!

Ao contratar o seguro de automóvel, o segurado responde as perguntas do perfil de risco. Algumas das mais importantes dessas questões são referentes ao tipo de garagem na residência e local de trabalho e/ou estudo.

No post de hoje orientaremos como responder essas perguntas corretamente para evitar negativas da seguradora em caso de furto do veículo enquanto estava estacionado!

Aproveite para cotar seu seguro de automóvel com a gente! :D

cotar-seguro-auto-2021

Seguro de Automóvel e Garagem

Cada seguradora tem seu próprio Questionário de Avaliação de Risco, popularmente conhecido como “perfil de risco”. Apesar de as perguntas variarem entre elas, praticamente todas fazem algum tipo de questão sobre o tipo de garagem em três locais: a) na residência do segurado; b) no local de trabalho do segurado; c) no local de estudo do segurado.

Trataremos de cada um desses, mostrando as regras e exceções a que o segurado deve estar atento para evitar negativas de cobertura num eventual sinistro de furto do veículo enquanto estava estacionado.

#1
Garagem na residência

Garagem é referente ao CEP de Risco

O primeiro ponto sobre garagem na residência é que a pergunta se refere sempre ao CEP de risco estipulado pelo segurado na apólice. O CEP de risco é aquele onde o veículo costuma pernoitar e passar a maior parte do tempo.

Portanto, a resposta a essa pergunta deve observar se há ou não garagem especificamente no CEP de risco. Se o segurado possui outro imóveis com diferentes CEPs, não deverá considerá-los para responder essa questão.

Quando o veículo transita constantemente entre mais de um CEP, deve ser observada a regra da seguradora desejada. No geral as seguradoras solicitam que seja calculado o seguro com os vários CEPs e escolhido aquele de maior risco.

Tipo de garagem

Sabendo que a pergunta sobre garagem na residência é sempre referente ao endereço do CEP de risco, o segurado deverá informar se:

  • Não possui garagem (estaciona na rua)
  • Possui garagem:
    • De portão manual
    • De portão automático

É imprescindível que seja informado o tipo de portão correto. Caso o segurado informe que era portão automático, mas na verdade era manual, a seguradora considera que houve agravo de risco e pode negar cobertura em eventual sinistro.

#2
Garagem no trabalho

Se o segurado não trabalha ou não utiliza o veículo para ir até o local, basta informar isso. Já se ele usa o carro para ir até o trabalho recorrentemente, é imprescindível informar a seguradora e qualificar o tipo de garagem do local.

As seguradoras não costumam perguntar sobre o CEP de trabalho, por isso o local de trabalho fica em aberto. O que o segurado informar sobre garagem para o local de trabalho valerá para qualquer local de trabalho, caso ele tenha mais de um.

Por exemplo: Segurado informa que tem garagem no local de trabalho, mas frequenta dois endereços para trabalhar, um com e outro sem garagem. Ocorre sinistro quando o veículo está fora de garargem num dos trabalhos. Poderá ocorrer recusa do sinistro por agravo de risco.

Por isso, quando o segurado frequenta mais de um local de trabalho, é recomendado informar a condição de garagem de maior risco.

Por exemplo: Segurado frequenta trabalho “A” onde há garagem e trabalho “B” onde não há garagem. A recomendação é informar no seguro que “não possui garagem no local de trabalho”, pois assim estará respaldado tanto no local “A” quanto no local “B”.

Algumas seguradoras perguntam qual o tipo de garagem no local de trabalho, como por exemplo “portaria com controle de entrada e saída” ou “estacionamento privado”. O segurado deve sempre se atentar para responder corretamente, sob risco de perder a garantia de cobertura.

#3
Garagem no local de estudo

As mesmas informações de garagem no local de trabalho valem para local de estudo, tais quais faculdade, pós-graduação, especialização etc.

Atualizações ao longo do ano

Pode acontecer de ao longo da vigência do contrato do seguro, as circunstâncias do segurado mudarem: ele muda de casa, passa a trabalhar em outro local, começar a estudar etc.

Quando isso acontece é importante levantar quais foram as mudanças e atualizar a apólice.

Por exemplo: O segurado vivia num apartamento com garagem e se muda para uma casa com portão manual. É necessário atualizar o CEP de risco, assim como as informações sobre o tipo de garagem.

Para fazer esse tipo de atualização basta solicitar ao corretor da apólice para que faça um endosso.

Este documento retificará a apólice anterior com as novas informações. Caso o risco tenha aumentado, será cobrado prêmio (preço) proporcional ao restante de tempo da apólice; caso o risco tenha diminuído, será feita restituição de prêmio também proporcional.


E no seu seguro, como constam respondidas as perguntas sobre garagem na residência, trabalho e local de estudo? Já conferiu para checar se está tudo certinho?

Aproveite para cotar seu seguro de automóvel com a gente! :D

cotar-seguro-auto-2021

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Jessica

Economista (Unicamp) e Corretora (ENS), especialista em Direito e Economia (Unicamp), com MBA Executivo em Tendências de Inovação (Inova Business School),é desenvolvedora da Muquirana Seguros Online, Maior Tira-Dúvidas Gratuito sobre Seguros da Internet e Diretora na DM4 Corretora de Seguros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.