Contato

Não respondemos dúvidas por e-mail. Favor enviar dúvidas na sessão de comentários de qualquer post do blog ;)

Dúvidas enviadas via e-mail ou formulário abaixo não são respondidas. Já dúvidas enviadas na sessão de comentários dentro do blog são respondidas.

Por exemplo: você pode entrar neste post (clique) e escrever sua dúvida na sessão de comentários logo no final da tela :)

Para cotações, vendas, parcerias, propostas em geral:

Entre em contato pelo formulário abaixo ou pelo telefone (19) 3304.9920

    Seu nome (obrigatório)

    Seu e-mail (obrigatório)

    Assunto

    Sua mensagem

    73 respostas para Contato

    1. Magnilson Castilho diz:

      Meu carro sofreu uma colisao. O seguro considerou perda parcial. Porem ao receber o orcamento da oficina verifiquei que supera os 75% para indenizacao integral. Para considerar PT. Eles descontam o valor da franquia do orcamento???

    2. Edna diz:

      Boa noite.

      Uma conhecida está com o seguinte problema, tem 3 apólices de seguro de vida antigas, disse há mais de 30 anos, firmados com o Banco do Brasil, antiga Caixa Estadual, os quais ultrapassam os valore de mais de R$ 1200,00.

      Por não ter mais condições de continuar pagando, tentou saber
      se poderia desistir de 2 deles e se teria algum valor a receber.

      Disse que foi acho que no procom, onde disseram que poderia com base no código civil pedir a renúncia das apólices, li á respeito e vi que nada tem relacionado com o caso dela.

      É possível pedia a rescisão e ainda obter algum valor?

      Ela disse não ter as apólices originais.

      Grata pela oportunidade.

      • Jessica diz:

        Olá Edna, tudo bom? :)

        Respondemos em detalhes neste post: “Seguro de vida devolve dinheiro se cancelar?”

        É possível o segurado tentar recorrer judicialmente para reaver os valores.
        Contudo, recomendamos primeiramente tentar negociar as taxas de ajuste anual de preços. Se elas forem consideradas abusivas, é possível tentar solicitar ajuda no Procon ou Pequenas Causas para que o prêmio (preço) do seguro seja reajustado a taxas mais aceitáveis.

        Abraços!

    3. Leticia diz:

      Boa noite. Meu marido faleceu devido a um acidente de carro e o mesmo estava quitado e no nome de meu marido. Ele tinha seguro do carro, e o mesmo foi adquirido dentro do período que tivemos juntos aproximadamente 7anos. Porém não éramos casados. Só tínhamos uma união estável de forma particular.
      Gostaria de saber se tenho direito a indenização do seguro do carro. Meu marido nao tinha filhos.
      Obrigada.

      • Jessica diz:

        Olá Letícia, tudo bom?

        Meus pêsames pela perda de seu marido!

        A indenização integral pela perda total do veículo entrará em inventário e dependerá da liberação do mesmo para ser repartida entre os beneficiários.
        Recomendamos consultar um advogado para saber como comprovar a união estável e participar do inventário.

        Importante também dar entrada no processo de sinistro do seguro para que não prescreva o direito à indenização.

        Apoie nosso trabalho e se inscreva em nosso canal no Youtube! Assista aqui: https://youtu.be/u63xEk_P6Pc

        Saudações muquiranas!

    4. Aparecida de Paula diz:

      Boa Tarde!
      Parabens pelo trabalho de vocês, ele realmente é de extreme importância para muitos que assim como eu não tem conhecimentos sobre seguro de vida.
      Preciso de ajuda, meu esposo foi aposentado em 2012, e até o momento eu não sabia que ele tinha uma apólice de seguro de vida da empresa onde ele trabalhava até se afastar e posteriormente se aposentar por invalidez, adquiriu ainda trabalhando problemas psiquiátricos e assim foi aposentado. Segundo sua apólice ele teria um valor a receber por invalidez permanente, gostaria de saber o que fazer.
      Agradeço desde já pela orientação e também pela importante informação que este canal proporciona a todos os seus ouvintes.

      • Jessica diz:

        Olá Aparecida, tudo bom?

        Esperamos que seu marido possa se recuperar aos poucos!

        Recomendamos solicitar ao departamento responsável na empresa para verificar as cláusulas da apólice de seguro de vida em grupo. É necessário verificar se não há cláusula de exclusão para doenças adquiridas no ambiente de trabalho. Se não houver exclusão, será necessário a empresa dar entrada no sinistro para que a seguradora envie a lista de documentos necessários para análise.

        Vale lembrar que existe prazo de prescrição de 01 ano para segurados e 03 anos para beneficiários. Se este prazo já tiver passado e a cobertura era devida, é recomendável consultar um advogado.

        Apoie nosso trabalho e se inscreva em nosso canal no Youtube! Assista aqui: https://youtu.be/6IagSpvoc4A

        Saudações muquiranas!

    Deixe um comentário para Aparecida de Paula Cancelar resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *