O que é sinistro de pequena, média e grande monta no seguro?

o que é sinistro de pequena, média ou grande monta no seguro de automóvelDescubra o que é sinistro de pequena, média ou grande monta no seguro de automóvel!

Alguns termos técnicos do seguro de automóvel são desconhecidos pelos clientes e acabam fazendo este serviço parecer um bicho de sete cabeças. Mas não precisa ser assim! Com algumas informações breves e objetivas você vai ver que seu seguro de carro não é algo assim tão complicado, principalmente quando você tem um bom corretor de seguros para instruí-lo (aliás, a Muquirana Seguros Online aqui está às ordens!).

Neste artigo trataremos de alguns destes termos técnicos: explicaremos o que é sinistro de pequena, média ou grande monta e qual a relação destas classificações com o seguro auto.

Confira e escreva suas dúvidas nos comentários! Aproveite e peça sua cotação de seguro conosco!

Cotação Seguro Carro - 2

Quem diz que o sinistro foi de pequena, média ou grande monta?

O critério de sinistro de pequena, média ou grande monta é utilizado por agentes de trânsito quando vão fazer o Boletim de Ocorrência (“B.O.”) do acidente de trânsito.

Isso significa que estas classificações não são feitas pelas seguradoras, assim como não são usadas para avaliar um sinistro no seguro.

No seguro, os critérios são outros: “perda parcial” ou “perda total”. Para determinar se será perda parcial ou total a seguradora não usará a classificação de pequena/média/grande monta feita pelo agente de trânsito, mas sim o critério que consta no contrato do seguro e nas Circulares SUSEP 256 e 269. Para maiores detalhes sobre este assunto, recomendamos a leitura deste outro post:  “Sinistro de grande monta nem sempre dá perda total”.

Critérios para sinistro de pequena, média e grande monta
segundo da Resolução 297 do CONTRAN

Em 2008 foi lancçada a Resolução 297 do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) que determina as “regras” ou “critérios” que os agentes de trânsito devem considerar ao fazer essa classificação que deverá constar no B.O. do acidente. Esses critérios tem como objetivo aumentar a segurança no trânsito, determinando se o veículo poderá: 1) voltar a circular imediatamente; 2) ou voltar a circular somente após uma inspeção; 3) ou não poderá voltar a circular.

Você pode visualizar integralmente e Resolução 297 clicando aqui. Leia o Artigo 2º do documento para checar os critérios de pequena, média e grande monta.

Abaixo listamos esses critérios. Junto a um sistema de pontuação do danos sofridos, o agente poderá definir o grau do sinistro.

Sinistro de pequena monta

exemplo de sinistro de pequena monta

“Danos de pequena monta, quando o veículo sofrer danos que afetem peças externas e/ou peças mecânicas e estruturais, mas que, quando substituídas ou recuperadas, permitem que o veículo volte à circular sem requerimentos adicionais de verificação”. (Resolução 297 do CONTRAN, Art. 2º)

Sinistro de média monta

exemplo de sinistro de média monta“Danos de média monta, quando o veículo sofrer danos em suas peças externas, peças mecânicas e estruturais, mas que, quando substituídas ou recuperadas, permitem que o veículo volte à circular após a realização de inspeção de segurança veicular e a obtenção do Certificado de Segurança Veicular – CSV”. (Resolução 297 do CONTRAN, Art. 2º)

Sinistro de grande monta

exemplo de sinistro de grande monta

“Danos de grande monta, quando o veículo sofrer danos em suas peças externas, peças mecânicas e estruturais que o classifiquem como veículo irrecuperável”. (Resolução 297 do CONTRAN, Art. 2º)

Como a classificação de sinistro de grande monta
influencia seu seguro de automóvel

Conforme explicamos no início do texto, a seguradora não usa os critérios de pequena/média/grande monta para indenizar sinistros, mas sim o critério de perda parcial/perda total. Porém, apesar de a constatação de “sinistro de grande monta” no B.O. não influenciar diretamente nos pagamentos de indenização em sinistros, ele pode influenciar posteriormente na contratação do seu seguro de automóvel.

Veículos com sinistro de grande monta ficarão com esta informação vinculada ao documento do veículo. Mesmo que ele seja consertado dentro dos padrões de qualidade previsto pelo CONTRAN e voltem a circular normalmente, ele poderá ter as seguintes dificuldades na contratação do seguro:

  • Aceitação: Algumas seguradoras não tem aceitação para veículos sinistrados. Mas não desanime, existem seguradoras com aceitação no seguro total e, especialmente, no seguro auto roubo.
  • Limitação de cobertura: Nas seguradoras com aceitação para carro de sinistro de grande monta, é comum a limitação do percentual de cobertura da Tabela FIPE garantido.

Este último ponto funciona assim:

Em situações normais, quando o carro nunca sofreu batidas grandes e relevantes, o cliente contrata o seguro com referência em 100% da Tabela Fipe. Nesse caso, em caso de perda total ou roubo, ele receberá o valor integral do seu veículo previsto pela Tabela Fipe.

Quando o veículo sofre sinistro de grande monta, a seguradora conseguirá identificar  pelo chassi. As seguradoras com aceitação para este tipo de veiculo costumam aceitar a contratação de no máximo 80% ou 90% da Tabela Fipe, prevendo a desvalorização do carro por conta do sinistro de grande monta. Por conta disso, em um sinistro de perda total ou roubo, o segurado receberá indenização integral limitada a este valor.

Fica a dica:
Antes de comprar carro usado, pesquise a procedência

Para evitar surpresas após a compra de um veículo usado, a recomendação é sempre solicitar a loja uma vistoria de qualidade.

Outra dica, para evitar surpresas no seguro, é: antes de comprar um veículo usado, tenha em mãos o chassi do veículo e peça uma cotação do seguro em seguradoras que fazem a decodificação do chassi. Assim você saberá se a seguradora tem aceitação para aquele carro especificamente e se há alguma restrição quanto ao valor máximo de cobertura permitido.

Pedir para seu corretor de seguros decodificar o chassi antes de comprar o carro usado ajuda a identificar, por exemplo, casos nos quais 1) o carro sofreu sinistro de grande monta, 2) foi adquirido em leilão, 3) era frotista; etc.

Um exemplo real

Na Muquirana Seguros Online certa vez tivemos um exemplo muito interessante de uma situação assim. A cliente tinha um carro em vista e estava bastante atraída pelo preço. Como ela não tinha muita experiência com veículos, observando o veículo não pôde perceber nada de errado, aparentemente. Porém, quando fizemos a decodificação do chassi houve uma depreciação do veículo, só permitindo contratar 80% da Tabela Fipe. Checando, foi possível descobrir que o carro procedia de leilão – havia sofrido um sinistro de grande monta e sido recolado no mercado via leilão.

Não estamos querendo dizer que é ruim adquirir veículos de leilão. Quando a venda é feita com transparência e o consumidor está ciente do que está comprando, não há problemas. O problema é adquiri-los sem saber que é sinistrado e pagar o preço de um carro não sinistrado.

Decodificando o chassi nossa cliente pôde ter uma primeira suspeita e depois verificar esta informação com uma vistoria de qualidade, antes de  escolher entre comprar ou não.

Vale ressaltar que a decodificação do chassi por algumas seguradoras não substitui procedimentos de vistoria de qualidade. Porém, é uma maneira a mais de se respaldar.

Cotação Seguro Carro

Sobre Jessica

Formada em Ciências Econômicas (UNICAMP), com MBA Executivo em Trends Innovation (Inova Business School), atualmente faz extensão universitária em Direito e Economia (UNICAMP). É desenvolvedora da Muquirana Seguros Online, projeto inovador focado no atendimento humanizado por meio da internet. Atua como Gestora na DM4 Corretora de Seguros, associada do Grupo Exalt, maior grupo de corretores de Campinas e Região.
Marcado , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

227 Responses to O que é sinistro de pequena, média e grande monta no seguro?

  1. Jorge diz:

    Na descrição do leilão não informa se o veículo é pequena ou média monta,só diz que o motor foi queimado o restante está bom.Pergunta: Veículo sinistrado com motor queimado é pequena monta ou média monta?Obrigado…

    • Jessica diz:

      Jorge, boa tarde!

      Recomendamos consultar um despachante veicular, pois poderá lhe instruir melhor.
      Entendemos que seja grande monta, mas não atuamos com esse tipo de classificação, por isso é necessário checar.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/yx53w16XnbY

      Atenciosamente,

  2. Douglas diz:

    Olá, estou interessado em um carro que passou por leilão, e foi recuperado de sinistro média monta.O carro é um Nissan Versa 2013 o rapaz está pedindo 23.900!!
    Como faço para saber se o carro está vistoriados,e qual seria a aceitação desse carro no seguro?

    • Jessica diz:

      Douglas, boa tarde!

      Com relação ao seguro, recomendamos solicitar sua cotação informando placa e chassi.
      As seguradoras farão uma primeira análise, que deverá informar se há restrições ou limitações quanto a percentual de cobertura etc. Vale ressaltar que uma vez transmitida a proposta, a seguradora ainda tem 15 dias para analisar e realizar a vistoria, podendo haver recusa ou aceitação conforme critérios da companhia.

      Com relação a vistoria cautelar, seria necessário solicitar a empresa do leilão ou revenda.

      Quando for fazer seu seguro, peça uma cotação com a gente: http://www.muquiranaseguros.com.br
      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/1idN0PYi0Kk

      Atenciosamente,

  3. Por favor Quanto custaria remarcar legalmente um chassi E as documentações Honda fit 2016 ?

    • Jessica diz:

      Regina, boa tarde!

      Peço desculpas, mas não podemos lhe orientar neste caso pois atuamos na área técnica de seguros.
      É recomendável consultar um despachante veicular para lhe orientar sobre esses pontos.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/XO0vpaZEfJ4

      Atenciosamente,

  4. Filipe da silva diz:

    Olá tenho essa duvida.
    Meu boletim de ocorrencia veio como clasificado. Como pequena monta .isso significa que vai vir no documento como sinistro ?

    • Jessica diz:

      Filipe, bom dia!

      Se não me engano sinistros de pequena monta não geram alteração no documento. Um despachante veicular poderá lhe confirmar esta informação e lhe orientar se precisar fazer algo com os docs.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/XO0vpaZEfJ4

      Atenciosamente,

  5. Ednilson Faria diz:

    Qual ou quais problemas eu teria se comprasse um carro em leilão? Sendo este veículo proveniente de banco, ou seja, tomado por falta de pagamento. Em leilões estes veículos são vendidos como “bom estado”.

    • Jessica diz:

      Ednilson, bom dia!

      Um despachante poderá lhe orientar melhor sobre questões documentais.
      Com relação ao seguro, o que pode ocorrer é dificuldade em encontrar seguradoras com aceitação para o veiculo e, naquelas com aceitação, existe a possibilidade de restringirem o percentual de cobertura (por exemplo, 70% ou 75% da Tabela FIPE). Ainda que o veículo seja proveniente de busca e apreensão e não de recuperação de colisão, o fato de ter sido adquirido em leilão determina que foi adquirido por valor inferior a média de mercado. Como é proibida a obtenção de lucro por meio do seguro, a seguradora poderá colocar esta limitação de cobertura para que a importância segurada esteja alinhada ao valor médio pago por veículos de leilão.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/XO0vpaZEfJ4

      Atenciosamente,

  6. Denise diz:

    Olá tenho uma dúvida chegou em minha casa uma carta do Detran alegando que meu carro estava bloqueado e q não podia fazer circulação.8 meses atrás eu sofri um acidente de trânsito foi coisa boba um amassadinho de nada e no carta ta escrito média monta o que eu faço pode ser q o ex dono do carro sofreu um acidente e essa bomba está caindo agora pra mim?

    Obg

    • Jessica diz:

      Denise, boa tarde!

      Recomendamos solicitar ajuda de um despachante veicular para checar o que ocorreu. Creio que existem duas possibilidades: 1) o carro era sinistrado ou 2) nesse pequeno sinistro, o agente de trânsito se equivocou e colocou como média monta ao invés de pequena monta. Identificando qual a origem dessa informação o despachante poderá lhe orientar sobre como regularizar a situação do veiculo.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/XO0vpaZEfJ4

      Atenciosamente,

Escreva sua dúvida! Pedimos apenas uma gentileza: procure ser breve, pois são muitas dúvidas todos os dias! :)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *