Como é calculada a Tabela Fipe?

como é calculada a tabela fipeDescubra como é calculada a Tabela Fipe de verdade, sem enrolações!

Muita gente nos procura questionando como é feito o cálculo da Tabela Fipe. Apesar de nós não termos qualquer relação com a instituição que realiza a pesquisa, fizemos um esforço de buscar essa informação que realmente é bastante difícil de se encontrar num só lugar. Nesse sentido, fizemos um apanhado de informações no site da Fipe assim como em revistas especializadas como a Quatro Rodas. O resultado você confere aqui com um resumo de como é calculada a Tabela Fipe.

Confira e escreva suas dúvidas e opiniões nos comentários!

Como a Tabela Fipe é calculada?

A Tabela Fipe dá o valor médio dos veículos no mercado nacional. Para calcular esse valor médio é feito o seguinte:

Cotação Seguro Carro - 2
  • Levantamento de dados: A instituição faz um levantamento em 24 estados. Infelizmente não encontrei dados mais atuais, mas segundo matéria de 2007 são mais de 125 mil cotações por uma equipe de cerca de 40 pessoas em 320 lojas através de visitas, consultas em revistas, sites etc.
  • Valores descartados: Dos valores levantados nas consultas, aqueles mais discrepantes são desconsiderados. Por exemplo: erros de cotação, divulgação e/ou digitação de preços, veículos em péssimas condições de conservação, veículos com muitos opcionais diferentes dos originais de fábrica e que tornam seu valor muito maior que o normal. Também são desconsiderados os veículos de uso profissional e especial.
  • Cálculo final: Após esse filtro, segundo João Alves (coordenador técnico da pesquisa em 2007), são calculadas as médias de preços por marca, modelo, ano e combustível, de onde se subtrai um percentual de 2% a 3%, conforme o caso, que é a diferença entre o preço ofertado e o acordo final entre vendedor e comprador, ou seja, preços efetivamente praticados.

Dicas sobre Tabela Fipe e seguro auto

A Tabela Fipe é amplamente utilizada por todas as seguradoras do mercado. Por conta disso a Tabela Fipe é extremamente importante para quem vai contratar ou já tem um seguro. Muitas pessoas questionam se a Tabela Fipe é uma boa expressão da realidade e outras perguntas mais. Em nosso blog temos diversos posts que respondem dúvidas essenciais sobre assunto. Confira algumas recomendações de leitura que indico para todos os consumidores de seguro:

Com esses três vídeos curtinhos você já fica fera em Tabela Fipe ;)

Cotação Seguro Carro

Sobre Jessica

Formada em Ciências Econômicas (UNICAMP), com MBA Executivo em Trends Innovation (Inova Business School). Atualmente faz especialização universitária em Law & Economics (UNICAMP), sendo também associada à Associação Brasileira de Direito e Economia (ABDE). É fundadora da Muquirana Seguros Online, projeto inovador focado no atendimento humanizado por meio da internet. Atua como diretora comercial na DM4 Corretora de Seguros e pesquisadora independente na temática de insurance market.
Adicionar aos favoritos o permalink.

12 Responses to Como é calculada a Tabela Fipe?

  1. Boa noite, meu nome é David, hoje excursionei por concessionários a Vila Valqueire no Rio de Janeiro, porque decidi comprar um carro à vista. Tendo em mente o carro para comprar,me dirigi apenas aos revendedores que havia colocado o anúncio na Internet. Para minha surpresa não encontrei vendedores preparado para esta solução e alguns também muito rude. Então queria entender se a FIPE é uma referência, porque hoje ouvi que ela é muito baixo e recebi respostas de pessoas que não entendiam e me ofereceu o financiamento que eu não queria fazer. Então eu queria entender, se falei com estúpido, ou os concessionários têm a percentagem de cada empréstimo que eles fazem? Não, porque este é um sistema só para endividar indivíduos e não para incentivar o comércio.

    • Jessica diz:

      Davide, boa noite!

      A Tabela FIPE dá o valor médio dos modelos de veículo em mercado nacional. Isso significa que ela pode ser usada como referência nas negociações de compra e venda, assim como é usada pelas seguradoras para contratação e garantia de cobertura dos seguros de automóvel.
      Trabalhamos na área técnica de seguros, por isso não posso lhe passar uma informação “científica” sobre o assunto. Mas como opinião, acredito que no contexto atual de crise a FIPE no geral é um pouco sobrevalorizada e no geral há margem para negociação sobre seu valor.

      Quanto aos financiamentos, creio que seja prática de cada estabelecimento. Particularmente, não vejo vantagem em financiamentos já que as taxas ficam em torno de 0,99%/mês ou 1,20%/mês, sendo recomendável o pagamento a vista. Considero mais vantajosa a opção do consórcio, cujas taxas são bem mais baixas, em torno de 0,31%/mês – baixa o suficiente para valer a pena fazer o consórcio ao invés de pagar a vista, para aplicar o dinheiro em uma boa aplicação.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/U2RKAUAeRbE

      Atenciosamente,

  2. Marcelo Luis Raimann diz:

    Tenho um carro que acredito que no documento dele a potência informada está errada, em todos os sites que veja ele tem 145 CV mas no documento está 198 CV.

    As perguntas são:

    1) Essa potência informada no documento influencia no preço do venal do carro?

    2) Essa potência informada no documento influencia no IPVA do carro?

    • Jessica diz:

      Marcelo, bom dia!

      Desculpe a demora em responder, estava correndo e acumulou as dúvidas do início do mês. Mas já estou de volta se precisar.

      Atuamos na área técnica de seguros, por isso não temos informações sobre preço de revenda ou IPVA. Para esse tipo de dúvidas, recomendamos consultar revendas e/ou despachante veicular. Entendemos que o preço de revenda do carro pode ser minimamente influenciado, mas não sabemos quanto ao IPVA. Esses profissionais poderão lhe instruir melhor.

      Com relação ao seguro, no caso de contratação de cobertura referenciada, o enquadramento será conforme o modelo básico da Tabela FIPE. Se não constar na Tabela FIPE o modelo com 198CV e apenas o de 145CV, a recomendação é solicitar ao corretor para contatar a seguradora e checar como deverá ser feito o enquadramento.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/U2RKAUAeRbE

      Atenciosamente,

  3. Luiz Sérgio Leal diz:

    A pergunta que a gente quer saber é simples e ninguém consegue responder é a seguinte: Na tabela Fipe, o preço médio dos carros está considerando os opcionais (ar, direção etc.) ou não? Ou o preço médio se refere ao carro básico?

  4. Rodney jose dos santos alvim diz:

    Boa Noite!

    Meu nome e Rodney,no meu caso sou terceiro.
    meu carro atingiu 71 % da tabela fipe e a seguradora quer dar pt.
    so que o que eles querem pagar esta abaixo da tabela das lojas .

    A pergunta e sou obrigado a aceitar já que o carro atingiu 71%.
    Obrigado

    • Jessica diz:

      Rodney, boa tarde!

      No caso de terceiros não existe uma cláusula no contrato de seguro auto que determine qual o percentual para ser considerado perda total.
      Segundo normas da SUSEP é proibido que as seguradoras utilizem critérios de perda total de percentuais acima de 75%, mas percentuais abaixo são permitidos.
      Nesse sentido, em se tratando de caso de terceiro, a seguradora pode considerar perda total com percentual abaixo de 75%, mas é necessário que o terceiro esteja de acordo. Caso o senhor não concorde com a perda total, recomendamos que contate a seguradora passando esta posição e informando que deseja que o veículo seja consertado.

      Será necessário que ambas as parte cheguem a um acordo comum.

      Caso optem pela perda total, você também pode fazer uma contra-proposta ao valor da indenização, fazendo um levantamento de três orçamentos de veículos equivalentes.

      Não havendo acordo, será necessário contatar um advogado e tentar receber na Justiça.

      Ficamos à disposição!

  5. walter diz:

    Olá, estou cursando o curso de administração de empresas e na disciplina de contabilidade gerencial, o professor passou uma tabela de depreciação, na qual para veículos é de 20 por cento ao ano, isso quer dizer que em cinco anos o carro chega ao seu 100 por cento do seu total de depreciação. Isso quer dizer que depois de 5 anos é nulo, ou seja não tem mais valor nenhum de mercado?

    • Jessica diz:

      Walter, boa tarde!

      Interessante sua pergunta!

      Na verdade o raciocínio está incorreto.
      Veja se consigo te ajudar:
      Se o carro deprecia 20% todo ano, então todo ano ele vale apenas 80% do ano anterior. Se usarmos como exemplo um carro de R$10.000, temos:
      Ano 0: 10.000 (depreciação zero)
      Ano 1: 80% x 10.000 = 8.000 (depreciação de 20% em relação ao ano anterior)
      Ano 2: 80% x 8.000 = 6.400 (depreciação de 20% em relação ao ano anterior)
      Ano 3: 80% x 6.400 = 5.120 (depreciação de 20% em relação ao ano anterior)
      Ano 4: 80% x 5.120 = 4.096 (depreciação de 20% em relação ao ano anterior)
      Ano 5: 80% x 4.096 = 3.276 (depreciação de 20% em relação ao ano anterior)
      Veja que ao final de 5 anos o veículo não valor zero reais.

      Boa sorte na sua matéria.

      Até mais!

  6. Pingback: Tabela FIPE considera opcionais? | Muquirana Corretora de Seguros

  7. Pingback: Tabela FIPE é real? | Muquirana Corretora de Seguros

Estamos com sobrecarga de dúvidas, sem conseguir responder todos. Pedimos desculpas, estamos resolvendo isso no próximo mês! Até lá, use o campo Pesquisar ao lado direito para encontrar o assunto que precisar ;)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *