Seguro de automóvel plurianual vale a pena?

seguro-auto-plurianual-vale-a-penaVeja dica de como avaliar quando o seguro plurianual vale ou não a pena financeiramente!

O seguro de automóvel tem duração de 01 ano, porém existem opções de seguro auto plurianuais com cobertura de 02, 03, 04 e até 05 anos. São opções interessantes, mas que podem ser vantajosas ou desvantajosas dependendo de cada situação. Neste post daremos algumas dicas de como você pode avaliar se o seguro plurianual vale ou não a pena financeiramente para seu perfil de consumidor e considerando o contexto econômico atual.

Para maiores detalhes leia: “Seguro Plurianual X Seguro Anual: diferenças e semelhanças”.

Aproveite para escrever suas opiniões e dúvidas nos comentários! Sua participação é importante para a gente ;)

Peça também sua cotação de seguro auto conosco. Ficaremos felizes em atender você!

Cotação Seguro Carro - 2

Para facilitar a compreensão do texto, colocaremos em verde as vantagens garantidas, em laranja as vantagens que dependem de outras variáveis e em vermelho as desvantagens do seguro plurianual. Ao final do texto faremos um resumo de todas essas informações.

Como avaliar se seguro plurianual vale a pena:
Desconto, crise, inflação, juros e sinistralidade

O seguro plurianual permite ao segurado antecipar a contratação de cobertura para os próximos anos. Como consequência ele precisa antecipar também o pagamento destes anos subsequentes de cobertura. Essa antecipação do pagamento garante ao segurado uma principal vantagem:

Desconto no preço: A grande diferença é que no seguro auto plurianual você estará contratando um seguro de vigência maior e portanto pagará antecipadamente, no primeiro ano, pelo anos subsequentes. Por conta desta antecipação, a seguradora dará um desconto no preço do seguro.

Por exemplo: Fazendo um seguro bianual (02 anos de cobertura) o segurado pagará no 1º ano o preço do seguro do 1º e 2º ano, portanto estará antecipando o pagamento do seguro do 2º ano.

Há ainda outras vantagens, porém elas dependem do comportamento de algumas variáveis econômicas:

Blindagem contra inflação: O seguro plurianual possibilita ao segurado se “blindar” da inflação. No atual contexto de inflação anual acumulada entre 8% e 9% isso significa que, antecipando o pagamento do seguro dos próximos anos, o segurado evitará pagar de 8% a 9% a mais no próximo ano devido à inflação.

Ainda que esta blindagem seja interessante, não significa que ela seja uma vantagem em qualquer situação. Para ser vantajoso essa blindagem depende do perfil de investidor do consumidor e do parcelamento escolhido ter ou não juros.

  • Para quem costuma deixar o dinheiro na poupança e não faz nenhum tipo de investimento:
    – O seguro plurianual poderá ser vantajoso, desde que a pessoa possua recursos para pagar o seguro em parcelamento sem juros, pois estará se blindando da inflação do próximo ano.
    – O seguro plurianual será desvantajoso se a pessoa precisará parcelar com juros, pois neste caso dificilmente o desconto oferecido pela seguradora pela antecipação será maior do que o juros de parcelamento. Também não é vantajoso se o segurado está desempregado ou corre o risco de ficar desempregado (ou se é um autônomo/empresário e a empresa está sofrendo com a crise). Para essas situações de risco, o foco deve ser poupar dinheiro para se precaver.
  • Para quem faz investimentos (ainda que conservadores como Renda Fixa):
    – O seguro plurianual será vantajoso se o desconto concedido pela seguradora for superior às taxas de rendimento dos investimentos que você faz. Como referência podemos dizer que se o desconto for igual ou maior à taxa nominal de juros (SELIC), o seguro plurianual valerá a pena.
    – O seguro plurianual será desvantajoso se o desconto concedido pela seguradora for menor que a taxa norminal de juros (Selic). Neste caso ao invés de fazer um seguro plurianual, vale mais a pena investir o dinheiro do seguro dos próximos anos em títulos públicos ou outros investimentos de sua preferência.
    Também será desvantajoso se, mesmo com um excelente desconto, você parcelar o pagamento com juros.

Variações na Sinistralidade:  O seguro plurianual também blinda o segurado de variações de sinistralidade que seu veículo possa ter ao longo dos anos. Isso pode ser bom ou ruim dependendo do modelo do veículo:

  • Para veículos de alta sinistralidade existe a tendência de o preço do seguro subir ao longo dos anos, por conta do aumentado da sinistralidade por roubo/furto ou envolvimento com colisões. Para este tipo de veículo o seguro plurianual é vantajoso para se blindar do aumento do preço pelo aumento da sinistralidade nos próximos anos.
    Também existe a vantagem que se a sinistralidade subir muito, a franquia do seguro também tenderá a subir. Neste caso, o seguro plurianual manterá a franquia contratada inicialmente pelos próximos anos.
  • Para veículos de baixa sinistralidade existe a tendência de o preço do seguro ir caindo ao longo dos anos, já que são carros menos visados e que tendem a se envolver menos em colisões. Neste caso o seguro plurianual pode ser desvantajoso se a sinistralidade cair muito, pois no ano seguinte o preço do seguro tenderia a cair também. Como o segurado antecipou o pagamento do próximo ano, ele não usufruirá desta queda na sinistralidade.
    Outra desvantagem se a sinistralidade cair, é que a franquia do seguro tende a cair também. Contratando um seguro plurianual, o segurado continuará com a mesma franquia nos próximos anos, sendo que poderia baixar esta franquia.

Por fim, há outros três pontos desvantajosos no seguro plurianual: o cálculo de devolução e o limitado número de seguradoras que oferecem opção de prazo longo.

Cálculo de devolução:  Se o segurado decidir cancelar o seguro no meio da vigência (ou seja, antes do vencimento), o seguro plurianual será desvantajoso na medida em que o cálculo de devolução tende a ser menor para seguros plurianuais (Maiores detalhes em: “Cancelamento do seguro auto plurianual: como funciona?”)

O segurado que não tem intenção nenhuma de cancelar o seguro ao longo do anos de vigência não terá problemas quanto a isso. Mas se o segurado tem planos de cancelar o seguro, o seguro plurianual não é uma boa escolha.

Poucas opções de seguradoras: Como há poucas seguradoras oferecendo a opção de seguro plurianual, o consumidor tem menos opções para escolher. A limitação no número de opções é ruim para o segurado, pois ele pode desejar um seguro com coberturas e serviços diferenciados que nem sempre encontra na opção do seguro plurianual.

Indenização integral no meio da vigência não devolve anos subsequentes: Esta é provavelmente a maior desvantagem do seguro plurianual e foi muito bem lembrada pelo nosso visitante Bruno nos comentários. Se ocorrer sinistro de indenização integral (perda total, roubo/furto etc.) no meio da vigência, o prêmio (preço) pago antecipadamente pelos anos subsequentes não é devolvido. Por exemplo: Se o segurado contratada vigência de 03 anos e ocorre PT no primeiro ano, ele não receberá de volta os valores proporcionais referentes ao 2º e 3º ano. A apólice será cancelada e deverá ser feito novo seguro.

Eita textão né? Tentei resumir o máximo possível essas informações, mas ficou difícil de enxugar mais do que isso. Se algum trecho ficou confuso, peço enviar nos comentários pois ajudará a melhorar o entendimento de outros visitantes :)

E não deixe de pedir sua cotação de seguro de automóvel conosco :D

Cotação Seguro Carro

Sobre Jessica

Formada em Ciências Econômicas (UNICAMP), com MBA Executivo em Trends Innovation (Inova Business School). Atualmente faz especialização universitária em Law & Economics (UNICAMP), sendo também associada à Associação Brasileira de Direito e Economia (ABDE). É fundadora da Muquirana Seguros Online, projeto inovador focado no atendimento humanizado por meio da internet. Atua como diretora comercial na DM4 Corretora de Seguros e pesquisadora independente na temática de insurance market.
Adicionar aos favoritos o permalink.

2 Responses to Seguro de automóvel plurianual vale a pena?

  1. Bruno Angelo Vitiello diz:

    No caso do seguro plurianual para 3 anos, por exemplo, se houver uma perda total no primeiro ano, vou perder os outros 2 anos que paguei de cobertura ???

    • Jessica diz:

      Bruno, bom dia!

      Peço sinceras desculpas pela demora em responder! Entraram muitas dúvidas este mês e acabei não dando conta de responder rapidamente.

      Geralmente as seguradoras trabalham com a regra de que no seguro plurianual, no caso de sinistro de indenização integral em qualquer data a apólice é cancelada sem devolução do prêmio (preço) pago pelos anos subsequentes, em decorrência do desconto aplicado no momento da contratação.

      Esse é um dos maiores “contras” do seguro plurianual, o que por sinal irei acrescentar no post. Obrigada pela contribuição com sua questão.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal no Youtube. Assista vídeo aqui: https://youtu.be/U2RKAUAeRbE

      Atenciosamente,

Estamos com sobrecarga de dúvidas, sem conseguir responder todos. Pedimos desculpas, estamos resolvendo isso no próximo mês! Até lá, use o campo Pesquisar ao lado direito para encontrar o assunto que precisar ;)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *