Seguro de vida entra em inventário?

Saiba se o seguro de vida entre em inventário e qual os benefícios para sua família!

seguro de vida não entre em inventárioA perda de um familiar, além de grande sofrimento para a família, gera também um encadeamento de burocracias relacionadas aos bens familiares que muitas vezes coloca os familiares em saias justas. A divisão dos bens em inventário muitas vezes leva meses (ou até anos), deixando os dependentes em frágil situação financeira no curto prazo. Diante desse quadro, algumas pessoas lembram do seguro de vida, e vem a tona a questão: seguro de vida entra em inventário?

Pensando nisso neste artigo explicamos os principais benefícios do seguro de vida para o restabelecimento da saúde financeira familiar no futuro mais imediato. Se tiver dúvidas ou quiser compartilhar sua história, escreva nos comentários!

Cotação Seguro Vida - 2

Seguro de vida entra ou não entra em inventário?

O seguro de vida não entra em inventário. A indenização do seguro é paga aos herdeiros legais ou beneficiários estipulados na apólice, sem necessidade de inventário. Isso ajuda no restabelecimento financeiro da família no curto prazo, cumprindo a principal função deste seguro.

Art. 794. No Seguro de Vida ou de Acidentes Pessoais para o caso de morte, o capital estipulado não está sujeito às dívidas do segurado, nem se considera herança para todos os efeitos de direito.” (Código Civil)

Após a morte do segurado, a família precisa apresentar os documentos solicitados pela seguradora para verificar detalhes determinantes para o pagamento da indenização. Após apresentação dos documentos completos, a indenização deverá ser paga em até 30 dias. Pode ocorrer atraso se a documentação não for entregue ou se houver conflito entre os beneficiários quanto às divisões.

Recomendamos fortemente a leitura deste outro post sobre o assunto para melhor compreensão de como ocorre a distribuição da indenização: “Indenização do seguro de vida vai para quem?”

O grande benefício do seguro de vida
Restabelecimento financeiro da família no curto prazo

Nos casos de morte de uma pessoa responsável pelo sustento da família, com vários dependentes (filhos e cônjuge, por exemplo), o baque emocional e financeiro geralmente é muito grande. Emocional pela perda de alguém querido. Financeiro pela perda da principal fonte de renda familiar.

Não bastasse isso, há diversos que vão surgindo (custos, como o custo para inventário, custo com funeral, e custo com diversas burocracias). Todo esse cenário gera na maioria das famílias uma crise financeira no curto prazo, pois num contexto de abalo emocional, os dependentes dificilmente encontram uma solução imediata para manter o mesmo padrão de vida.

O maior benefício do seguro de vida para a família está exatamente em dar um apoio real e consistente nesse momento de turbulência financeira. Um seguro de vida bem feito é formulado para que a família consiga manter o mesmo padrão de vida, ao menos no curto/média prazo, após a morte do responsável pela família, até que esta consiga se restabelecer novamente.

Por isso dizemos que, no curto prazo, o maior benefício do seguro de vida para a família é prover recursos para o restabelecimento financeiro sem incorrer em crises ou instabilidades indesejadas. Neste outro post, “Seguro de vida é um bom investimento?” nos aprofundamos nesta e outras vantagens do seguro de vida.

Por essas e outras razões, o seguro de vida é tão importante. Ao fazer seu seguro de vida, faça com consciência e cuidado, sempre com a instrução de um corretor de seguros especializado. A Muquirana Seguros Online oferece consultoria especializada para esse tipo de seguro.

Outras dúvidas frequentes sobre seguro de vida

Além da dúvida se o seguro de vida entra em inventário, há outras dúvidas comuns sobre esse serviço. Particularmente, recomendo a leitura do post “Até quantos anos pode fazer seguro de vida?” e deste outro “Seguro de vida protege mulher de câncer de mama” pois são dúvidas muito frequentes.

Cotação Seguro Vida

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Jessica

Economista (Unicamp), especialista em Direito e Economia (Unicamp), com MBA Executivo em Tendências de Inovação (Inova Business School), atualmente cursa Programa Avançado em Data Science e Decisão (Insper). É desenvolvedora da Muquirana Seguros Online, Maior Tira-Dúvidas Gratuito sobre Seguros da Internet e da Youcons, plataforma inteligente de consórcios; Diretora comercial na DM4 Corretora de Seguros; Professora na extensão universitária em Direito e Economia da UNICAMP.

36 respostas para Seguro de vida entra em inventário?

  1. Marcos Souza Neto diz:

    Oi Jessica,

    Esqueci de dizer em uma pergunta que te fiz antes. Não foi deixado beneficiário indicado. Sei que vai para os herdeiros legais, por isso te fiz a pergunta com relação aos outros irmão que fomos separados quando ainda eramos criancas.

    Grato pela atenção.

    Souza Neto

  2. Marcos Souza Neto diz:

    Ola Jessica, boa noite.

    Minha irmã faleceu, não tinha filhos nem marido. Nossos pais são mortos e fomos ao todo um numero de 5 irmãos menos a que morreu. Entretanto tem dois irmãos que desde a infância não nos vemos mais e isso faz muitos anos. Não faco a minima ideia de como localiza-los para informar a respeito da morte e do seguro. Só tenho contado com outro irmão. O que devo fazer nesse caso com relação a questão do seguro, já que os nomes dos demais irmão constam no atestado de óbito de nossa mãe? Eu e esse irmão que tenho contato somos filhos do mesmo pai e mãe, ou outros dois cada qual tinha um pai diferente apenas mesma mãe.

    Tentei ser o mais breve possível.

    Desde já agradeço pela atenção.

    Souza Neto

    • Jessica diz:

      Marcos, boa tarde!

      Primeiramente, meus pêsames pela perda de sua irmã.

      A indenização do seguro de vida é paga para os beneficiários que constam na apólice. Quando não há beneficiários discriminados na apólice, é paga aos herdeiros legais.
      Como sua irmã não tinha pais vivos, filhos ou cônjuge, os irmãos são os próximos a receber. Contudo, para que seja feita a liberação da indenização, a seguradora pedirá a documentação e assinatura de todos os irmãos (e, se forem casados, dos respectivos cônjuges). Sem a documentação e a assinatura de todos os irmãos, dificilmente a indenização será liberada.

      Caso realmente não seja possível localizar todos os irmãos, recomendamos que informe a seguradora para verificarem o que pode ser feito.
      Não havendo uma solução prática para a situação, recomendamos que consulte um advogado para checar se é possível exigir a liberação da sua parte da indenização judicialmente.

      Apoie nosso projeto e se inscreva em nosso canal!
      Assista nosso vídeo aqui: https://youtu.be/dZg1UdTeNm0

      Atenciosamente,

  3. Guilherme Zimmermann diz:

    Minha duvida: minha tia faleceu e tinha R$ 5.000,00 na conta corrente que foi sacado pelo irmao dela que era conjunto nessa conta. Ela era viuva e nao tenha filhos.
    O dinheiro foi utilizado com funeral e outras despesas da falecids
    Esse valor entra em inventario considerando que agora a conta esta zerada?
    Obrigado

  4. Bruna diz:

    A mãe do meu namorado faleceu ele tinha 20 anos, e agora ele está com 21 ele ainda tem direito de receber alguma coisa?
    Ela pagava seguro de vida há anos

    • Jessica diz:

      Bruna, bom dia!

      Meus pêsames.

      O seguro de vida pagará a indenização estipulada no contrato aos beneficiários legais ou que tiverem sido determinados pela falecida segurada no momento da contratação.
      Recomendamos que seu namorado contate a seguradora para fazer abertura do sinistro e verificar qual o valor de indenização a ser recebido. Se ele tiver irmãos ou pai, a indenização deverá ser dividida entre as partes.

      Inscreva-se em nosso canal no Youtube: clique aqui :)

      Atenciosamente,

  5. Janaina silva diz:

    Se ela tem direito a algo pq a madrasta dela disse q nao

  6. Janaina silva diz:

    Gostaria de saber o pai d minha filha matarão era policial e tinha un seguro so nao sei se colokaram o nome dela no seguro

    • Jessica diz:

      Janaina, boa tarde!

      Meus pêsames pela perda.

      É necessário verificar se a apólice do seguro determinava alguém específico como beneficiário.
      Se não havia nomes dos beneficiários na apólice, então a indenização do seguro de vida é direito dos herdeiros legais, quais sejam: cônjuge e filhos.
      Neste caso a indenização deverá ser dividida igualmente entre os herdeiros legais.

      Ficamos a disposição

  7. mariana diz:

    boa noite,minha irmã pegou o meu pai pra cuidar.
    só que meu pai fez um empréstimo de 8 mil e junto consta um seguro se acaso acontecer de ele vir a falecer. o empréstimo foi feito pra minha irmã,e minha irmã que iria pagar esse empréstimo minha irmã não chegou a vir pagar a primeira parcela do empréstimo,o pai veio a falecer.
    o pai faleceu dia 15/02/2015.
    a minha irmã pegou todo o dinheiro,mais o seguro,o empréstimo no banco morreu.
    eu gostaria de saber,somos em 6 filhos,e a minha irmã não repartiu nada conosco,nem bens,e nem o dinheiro que meu pai pegou no banco pra ela.
    simplesmente ficamos com uma mão na frente, e outra atráz.
    por favor me ajudem..
    a minha irmã assinou como tutela do meu pai.
    a minha irmã fez a vida do meu pai num inferno,maltratou,humilhou,e ainda pisoteou em cima do meu pai.
    e ainda ta fazendo pouco da nossa cara.
    o que podemos fazer,pra requerer algum bem?? desde já agradeço a sua atenção.

    • Jessica diz:

      Mariana, boa tarde!

      Os beneficiários da indenização do seguro de vida são todos os herdeiros legais (cônjuge e filhos), a não ser que conste um beneficiário discriminado especificamente na apólice do seguro.

      Caso tenha ocorrido apropriação da indenização do seguro por apenas um dos herdeiros legais de forma indevida, será necessário recorrer através de um processo jurídico.

      Ficamos a disposição!

  8. Maria vezzam Guarizo diz:

    Meu pai faleceu e deixou um seguro para minha mãe os filhos tem algum direito ou não//

    • Jessica diz:

      Maria, bom dia!

      Meus pêsames pela perda de seu pai.

      É necessário checar na apólice do seguro de vida de seu pai se constava discriminado algum beneficiário.
      Caso conste um ou mais beneficiários específicos, essas pessoas serão as únicas com direito a receber a indenização do seguro de vida.
      Caso não consta nenhum beneficiário discriminado na apólice, então os beneficiários são todos os herdeiros legais e, portanto, sua mãe e filhos terão direito à indenização do seguro, a qual deverá ser dividia igualmente entre eles.

      Ficamos a disposição

  9. Pingback:Seguro de vida é herança? | Muquirana Corretora de Seguros

  10. rudney diz:

    Seguro de vida: Uma mãe antes de morre deixou um seguro de vida para seus 4 filhos, portanto o beneficio sera dividido por igual aos 4, porem, tempo depois um filho vem falecer e deste filho, deixou 2 netos! Dai a duvida surge: Os netos tem direito de requer o seguro que ficaria para mae deles, decorrente da morte da VÓ?

    • Jessica diz:

      Rudney, bom dia!

      Se quando a mãe morreu o filho ainda era vivo ele teria direito de receber 25% do seguro da mãe. Caso ele tenha falecido antes do recebimento os filhos dele (netos da mãe) terão direito a recorrer sobre estes 25%.

      Ficamos a disposição!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *