Os Planos de Saúde como ajuda na Saúde Mental durante a pandemia

No cenário da pandemia onde mudanças multifacetadas, cercadas de tensões e dúvidas do futuro; muitas pessoas se sentem inesperadamente exaustas, desanimadas, deprimidas e até em crises de pânico ou outras manifestações psico-psiquiátricos.

Seja pelo confinamento forçado, seja pelo medo da contaminação ao sair; perdemos aquela liberdade de sair ao ar livre sem máscaras, tomar o sol na praia ou no clube, frequentarmos festas e outras aglomerações etc. Perdemos as interações dos abraços e toques de carinho; rompendo com alguns hábitos normais que nos faziam bem também para nossas emoções.

Por essas e outras questões relacionadas à pandemia, os problemas de saúde mental já configuram uma nova epidemia dentro da pandemia.

De que forma os planos podem ajudar a enfrentar sintomas de saúde mental neste cenário?

A maioria dos planos de saúde traz especialidades médicas colaborativas no tratamento dos problemas psico-psiquiátricos; afinal, parte das pessoas que apresentam reações emocionais correlatas, já tinham a doença anteriormente (crônica), com ou sem diagnóstico, e ela manifestou mais evidente sob a pressão da pandemia, podendo ser ou parecendo ser um caso agudo. 

Essas pessoas precisam ser tratadas, considerando o efeito devastador dos problemas psico-emocionais na vida delas, com comprometimento de toda sua vida. 

Quem não tem um plano de saúde entretanto, nem sempre consegue incluir a rotina de consultas e terapias, mais medicações, na sua agenda financeira. Isso, porque o tratamento é contínuo, acompanhado muitas vezes através de mais de uma especialidade médica ou de apoio, tal qual, terapias cognitivo comportamentais, exames e retornos frequentes aos especialistas, o que gera um custo alto da doença, fora dos planos.

Quais especialidades médicas e de apoio podem ser atendidas através de um plano de saúde?

As especialidades médicas dentro dos planos mais indicadas são a psiquiatria e a neurologia, além de outras. Outras áreas de saúde, como psicologia e a nutrologia podem ser recomendadas como apoio ao tratamento essencial.

Devido às comorbidades da doença, o paciente pode ainda desenvolver problemas específicos, necessitando recorrer à gastrologia, dermatologia, ortopedia e outras especialidades dentro da rede coberta pelos planos. 

Cotação Seguro Carro - 2

É preciso lembrar que as desordens de saúde mental geram diversas comorbidades (outras doenças decorrentes) e que se manifestam em problemas diversos pelo corpo do paciente, a exemplo de dores, inflamações, problemas de pele e cabelo, de apetite e controle do peso, assemelhados àqueles causados pelo stress e que esses desequilíbrios gerais também demandam  por tratamento.

Assim, o paciente de um plano de saúde pode amparar-se não somente nas especialidades diretamente ligadas ao transtorno psiquiátrico; mas também no conjunto de outras especialistas que cuidam das suas comorbidades; a um custo muito menor, se comparado a compromissos particulares. 

Alguns tratamentos de apoio podem não ser cobertos pelo plano?

Através do pedido médico, muitos planos cobrem tratamentos de apoio como a terapia com psicólogo, nutrólogo ou outros. Uma vez cobertos e com a indicação médica, alguns planos (de acordo com as condições gerais contratadas) poderão reembolsar os valores das sessões de apoio, de acordo com a classe ou nível de reembolso contratado.

Como posso fazer a escolha correta do plano de saúde para tratamento de saúde mental?

Um boa dica é ter a relação de todas as despesas previstas para o tratamento continuado por 12 meses por exemplo (tempo de duração do contrato até a renovação). 

Elas devem prever a média de exames que serão solicitados pelo médico, consultas, sessões terapêuticas, riscos de internações, se houver; à parte dos valores previstos para as medicações. 

Um plano adequado para seu caso, será aquele que proporcionar um valor mensal igual ou menor que o montante dessas despesas do que no sistema particular e que lhe proporcione qualidade e serviços confiáveis.

A despesa mensal igual (particular x plano) ainda é opção interessante, porque os planos não cobrirão somente as despesas da queixa exclusiva da saúde mental; mas também muitas outras, disponibilizando um montante de serviços hospitalares e especialidades médicas que teriam novos custos para você ou qualidade inferior no caso de atendimento pelo SUS.

Assim, em cenário de pandemia, ter um plano de saúde não só ajuda você no caso de contaminação pela Covid 19, mas também no tratamento continuado de desordens de saúde mental que possam ou tenham surgido nesse período, sem comprometer descontroladamente seu orçamento.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *