O que o DPVAT cobre e não cobre?

o que o dpvat cobre e o que o dpvat nao cobreSaiba o que o DPVAT cobre e não cobre e como o seu seguro de automóvel pode complementá-lo sem grandes custos

O DPVAT é um seguro obrigatório que todo motorista habilitado e proprietário de um veículo deve pagar a fim de garantir proteção contra riscos recorrentes do trânsito. Apesar do senso comum de nós, muquiranas, reclamarmos do pagamento do DPVAT (rs!) é importante saber o que ele cobre e não cobre.

Também é importante entender por que o DPVAT não substitui coberturas do seu seguro de automóvel e quais coberturas seria interessante você ampliar para se prevenir de riscos mais comuns do que se imagina. Com isso não queremos dizer que o DPVAT é “inútil”, mas sim que ele é insuficiente para riscos de danos corporais a terceiros.

Neste artigo explicaremos esses pontos de maneira rápida e acessível. Confira e deixe suas dúvidas e comentários!

Aproveite e peça a cotação do seu seguro de automóvel com a gente :)

Cotação Seguro Carro - 2

O que o DPVAT cobre e não cobre?

O seguro DPVAT cobre danos pessoais específicos, causados por automóveis de via terrestre (carros, caminhões, motocicletas etc.). Mas que danos pessoais são esses? São danos corporais que você cause a outra pessoa enquanto dirige, gerando:

  • despesas médicas
  • invalidez permanente
  • morte

E o que o DPVAT não cobre?

  • Não cobre acidentes causados por barcos, bicicletas, aeronaves e trens.
  • Não cobre dano materiais, como roubo, colisão ou incêndio do veículo.

Quanto o DPVAT cobre?
Quais os limites máximos de indenização?

O DPVAT tem um limite máximo de indenização para cada um dos tipos de risco, ou seja, há uma indenização máxima para o caso de despesas médicas hospitalares, para invalidez permanente e para morte. Abaixo você confere a Tabela com esses valores até este ano de 2013.

quanto é a indenização do dpvat para acidentes de transito - morte, invelidez e despesas médicas

O que você acha? Esses valores parecem suficientes para você?

Por que o DPVAT é insuficiente?
Quais coberturas do seguro de automóvel completam o DPVAT?

1) Coberturas para danos corporais do DPVAT são baixas

Apesar de o DPVAT ser uma proteção contra riscos corporais no trânsito, o limite máximo de indenização é muito baixo frente aos custos verificados em situações reais desses acidente.

Veja que se acontecer de um indivíduo incorrer em acidente de trânsito causando danos corporais a outra pessoa, o DPVAT ajudará no máximo com R$13.500 para morte e invalidez permanente e R$2.700 para despesas médicas. Se a vítima tiver prejuízos superiores a esses limites máximos, o causador deverá arcar com essa diferença.

Para se prevenir desse tipo de situação, há coberturas do seguro de automóvel privado que podem fazer toda a diferença: são, principalmente, a cobertura de danos corporais a terceiros e a cobertura de Acidentes Pessoais a Passageiros (APP).

Para saber melhor como funciona a cobertura de danos corporais, clique aqui.

Para saber melhor como funciona a cobertura de APP, clique aqui.

2) DPVAT não protege de danos materiais

Como falamos no início, o DPVAT não cobre nenhum tipo de dano material ao seu próprio carro e a bens de terceiros. Por conta disso a cobertura de danos materiais a terceiros do seguro particular também é muito importante. Maiores detalhes, clique aqui.

Se você ainda não se convenceu da importância de ter uma boa cobertura de terceiros no seu seguro, para complementar o DPVAT e garantir cobertura de outros riscos não cobertos pelo DPVAT, convido você a ler estes  05 exemplos reais de quando a cobertura de terceiros teria salvo o dia.

Sabendo disso tudo, verifique na apólice de seu seguro de automóvel se essas duas coberturas tem valores significativos. Às vezes contratamos coberturas de danos a terceiros com valores irrisórios, pensando em economizar no preço do seguro, mas no fim a economia é pouco para um risco muito grande.

Cotação Seguro Carro

Veja informações complementares abaixo sobre o DPVAT

Nossa corretora não atende o DPVAT, porém abaixo separamos informações que podem lhe ajudar se você precisar acioná-lo:

Tags , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Jessica

Formada em Ciências Econômicas (UNICAMP) e MBA Executivo em Trends Innovation (Inova Business School). Atualmente faz especialização universitária em Law & Economics (UNICAMP), integrando também a Associação Brasileira de Direito e Economia (ABDE). É cofundadora da Muquirana Seguros Online, projeto inovador focado no atendimento humanizado e difusão gratuita de informações por meio da internet. Atua como diretora comercial na DM4 Corretora de Seguros e pesquisadora independente na área de seguros privados.

108 respostas para O que o DPVAT cobre e não cobre?

  1. LUIZ FERNANDES diz:

    Esse negocio de DPVAT e mais uma vagabundagem que o governo arranjou para nos roubar, coadjuvado por Seguradoras que se aprpveitam de uma Lei Imoral.
    Ja pagamos Seguto particular wue indeniza as vitimas e ainda temos que dar mais dinheiro ao governo.
    E outra: Ja tivemos acidentes, nunca recebemos nada do DPVAT, pois esses caras junto com o governo sao bons para ficarem nos cobrando e ameacando mas na hora de receber, ai ninguem explica ou fala nada. Bandalheira de Brasil.

  2. fabio diz:

    Meu amigo foi assaltado e no assalto foi derrubado da moto com ela em movimento, se machucou bem, o dpvat indeniza ele devido ao acidente apenas ?

    • Jessica diz:

      Olá Fabio, tudo bom?

      Desejamos uma boa recuperação para seu amigos!

      Entendo se ele caiu com a moto em movimento, deverá haver cobertura considerando-se que o movimento da moto foi fundamental para os danos pessoais dele.
      Não haveria cobertura se ele tivesse se machucado apenas por violência dos bandidos.
      Por isso é importante ele descrever a ocorrência deixando claro que a moto encontrava-se em movimento.
      Se eventualmente houver recusa na análise da seguradora do DPVAT, entendo ser cabível recorrer nas Pequenas Causas.

      Neste link seu amigo confere os documentos necessários para reembolso de despesas médico-hospitalares particulares. Neste link, os pontos de atendimento autorizados. Neste link o portal para acompanhar o processo depois de aberto (guarde o número de protocolo!).

      Apoie nosso trabalho e se inscreva em nosso canal no Youtube! Assista aqui: https://youtu.be/6IagSpvoc4A

      Saudações muquiranas!

    • Jessica diz:

      Fábio, também aproveitamos para escrever um post sobre sua questão.
      Confira aqui: “Seguro DPVAT cobre assalto e tentativa de roubo?”

  3. Tânia diz:

    Oi sofri um acidente eu estava de bicicleta e um carro bateu em mim e sofri com uma contusão no meu pé fiquei usando bota ortopédica por 90 dias tenho direito ao DPVAT

    • Jessica diz:

      Tânia, bom dia!

      Desejamos que tenha uma boa recuperação!

      O DPVAT garante indenização por morte e invalidez permanente e reembolso por despesas médicas.
      Se a invalidez foi temporária, não há possibilidade de indenização. Ainda assim, se a senhora teve despesas médica hospitalares particulares (consultas médicas, mediamentos, custo da bota ortopédica etc.) é possível solicitar o reembolso mediante apresentação dos comprovantes de gasto.

      Aqui a senhora confere a lista de documentos e aqui os postos de atendimento em todo Brasil.
      Poderá acompanhar seu processo aqui.
      Telefone do SAC: 08000221204

      Apoie nosso trabalho e se inscreva em nosso canal no Youtube! Assista aqui: https://youtu.be/e6UHyQwdGzo

      Atenciosamente

Não avaliamos o que é ou não invalidez permanente. Para este tipo de dúvida, recomendamos dar entrada no seguro DPVAT para que possam analisar caso a caso. Para outras dúvidas, escreva abaixo :)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *